O forró agora é Patrimônio Cultural Brasileiro

10/12/2021


 
O arrastado do chinelo no chão, aquele choro da sanfona ecoando no salão, acompanhada do zabumba para marcar o compasso e o som estridente do triangulo são os principais personagens de uma das expressões culturais mais famosa do Brasil, o forró! O forró agora se tornou Patrimônio Cultural do Brasil. O registro foi concedido nesta quinta-feira (9), em decisão unânime, do Conselho Consultivo do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). 
 
O pedido foi aprovado após 10 anos da solicitação feita pela Associação Cultural Balaio do Nordeste, localizada na Paraíba. Durante esse período foi realizada descrição detalhada das matrizes tradicionais com registros de documentos e audiovisual. Devido a esse estudo aprofundado, o forró foi considerado supergênero musical, por reunir diversos ritmos nordestinos, como xaxado, baião, arrasta-pé e quadrilha, por exemplo.  
 
Em sua explanação, a relatora da proposta, conselheira Maria Cecília Londres, falou sobre as origens da palavra e do ritmo forró. A relatora destacou, ainda, a relevância do forró pelo fato de englobar outras atividades como orquestras sanfônicas, escolas de dança, artesanato e preservação de instrumentos como a sanfona, triângulo e zabumba.  
 
E é esse trio de instrumentos e músicos que melhor consegue representar o forró tradicional - tipicamente nordestino - em sua essência durante décadas. Além disso, ter como seu maior representante, Luiz Gonzaga, pioneiro dentre uma lista de outros nomes renomados, levou para o restante do Brasil e do mundo, a maior expressão cultural do Nordeste!