Prisão de vereador expõe esquema de fraude com secretários municipais de Saúde

23/04/2021

Por: REDAÇÃO DO PN
 
 
A prisão do vereador em Parnamirim Diogo Rodrigues da Silva (PSD) na terça-feira (20), acusado de chefiar um esquema de fura-filas para marcação de exames e consultas pelo SUS no Rio Grande do Norte, gerou tensão do mundo político parnamirense. Mas não apenas isso. Segundo o Ministério Público, Diogo mantinha um esquema com secretárioa de Saúde de diversos municípios do RN.
 
Secretários municipais de Saúde e de Assistência Social também estariam envolvidos com o esquema fraudulento. O MPRN apurou que cinco mantinham ligação direta com Diogo Rodrigues. Por esse motivo, a Justiça determinou o afastamento e a proibição de ocupar cargo comissionado ou de ser contratado temporariamente pelo Poder Público pelo prazo de seis meses de Gleycy da Silva Pessoa, secretária de Saúde de Brejinho; Maria Madalena Paulo Torres, secretária de Saúde de Frutuoso Gomes; Alberto de Carvalho Araújo Neto, secretário de Saúde de Arês; Anna Cely de Carvalho Bezerra, secretária de Assistência Social de Brejinho, e Eliege da Silva Oliveira, ex-secretária de Saúde de Ielmo Marinho.
 
Tendo o apoio da Polícia Militar, a operação Fura-fila cumpriu dois mandados de prisão preventiva, um mandado de prisão temporária e ainda outros 22 mandados de busca e apreensão nas cidades de Natal, Parnamirim, Mossoró, Caicó, Monte Alegre, Areia Branca, Brejinho, Frutuoso Gomes, Rafael Godeiro e Passa e Fica. Também houve o cumprimento de um mandado de busca e apreensão na cidade de São Paulo. Ao todo, 27 promotores de Justiça, 42 servidores do MPRN e 90 policiais militares participaram da ação.
 
A expectativa é que na semana que vem o MPRN revele mais nomes de pessoas e autoridades que participavam do esquema.
 
O MPRN levantou que esses secretários remuneravam Diogo Rodrigues ilicitamente, através de contratos com laranjas do grupo, notadamente familiares do vereador suspeito.
 
QUEM É DIOGO
 
Diogo Rodrigues é ex-diretor da central de regulação de consultas e exames de Parnamirim, ligado à secretaria municipal de Saúde do município, na gestão do prefeito Rosaldo Taveira da Cunha (PRB). Foi o segundo vereador mais votado de Parnamirim, com 2.266 votos.