Petroleiro critica redução de investimentos da Petrobras

29/06/2015


Foto: Tiago Rebolo
O coordenador-geral do Sindipetro (Sindicato dos Petroleiros do RN), José Araújo, criticou o conteúdo do novo plano de investimentos da Petrobras, o qual prevê uma redução dos investimentos da empresa para os próximos quatro anos. De acordo com o documento da empresa, está prevista a injeção de R$ 130 bilhões entre os anos de 2015 e 2017. O anúncio foi feito pela estatal nesta segunda-feira (29).
 
Segundo relatos do sindicalista, o endividamento da empresa, aliado à crise política e à queda no preço do petróleo a nível mundial, fez com que a Petrobras cortasse cerca de R$ 76 bilhões da previsão de investimento.
 
Segundo José Araújo, no entanto, o corte não representa a melhor alternativa. "Uma empresa de extração de petróleo vive de investimentos, não de 'desinvestimentos'", ressaltou, lembrando que, numa situação hipotética, caso o Brasil deixasse de investir em petróleo hoje, as reservas só dariam conta de manter o ritmo de produção por apenas 16 anos.
 
Esse e outros assuntos estarão na entrevista completa, que será veiculada nesta terça-feira (30), a partir das 7h da manhã, na BAND Nordeste.