Mais um caso de machismo? Professora é barrada na Secretaria de Educação por "roupa inadequada"

17/11/2021


Foto: g1.globo.com

Na última quinta-feira, uma professora da rede pública de ensino foi barrada na frente da Secretaria Municipal de Educação sob a justificativa de que estava trajando uma roupa "inadequada". A decisão pela proibição da entrada da educadora, a qual foi classificada por ela como um autêntico episódio de machismo, foi protagonizada pelo chefe de patrimônio da SME e um segurança.

Ao portal G1, a professora, que se chama Tânia Maruska Petersen, falou sobre o absurdo da situação e a possibilidade de se tratar de um caso de machismo. "Em pleno século 21 é inadmissível que uma mulher seja julgada pela roupa que está usando. Principalmente porque o meu vestido não é inadequado. Fica claro que é mais um caso de machismo", disparou. 

Tânia, que é conselheira escolar na  Escola Municipal Zuleide Fernandes, conta que, ao chegar no local, recebeu imediatamente a informação de que suas roupas não estavam de acordo com as normas da instituição. Ao perguntar sobre essas regras de conduta, não obteve resposta. 

"Quando eu cheguei a segurança disse que achava que eu não poderia entrar por causa da minha roupa e que iria acionar o chefe. Ele já chegou dizendo que a roupa era inadequada. Eu perguntei quais eram os critérios, já que eu estava com um vestido normal, que eu já usei em outros dias de trabalho e já entrei em outros prédios públicos. Ele respondeu que existia uma portaria que explicava quais roupas não eram adequadas, que eu era uma educadora e que aquela não era roupa de uma educadora", relatou a educadora.

Por fim, a professora Tânia admitiu o constrangimento ao qual foi exposta, ressaltando que o julgamento em relação à sua vestimenta é injusto. "Meu vestido não era curto pra ser taxado de inadequado. Fiquei muito triste, envergonhada, foi uma situação vexatória. Eu sou uma excelente profissional. Eu estudo, invisto no meu trabalho, chego cedo, cumpro minhas atividades, e vou ser julgada pela roupa que eu uso?", indagou.