"O início do empreendimento é sempre mais difícil", afirma Lucas Maia

18/05/2021

Por: Redação PN

 

 

         Nesta terça-feira, no programa PN negócios, a consultora Tathiane Marques entrevistou o empresário Lucas Maia, proprietário da Tidmo Limpeza e Bem-Estar, compania que atua na formação de profissionais para serviços de faxina. Ele falou sobre o início de sua jornada no ramo do empreendedorismo, além da fundação da empresa e dos desafios que enfrenta neste período de crise.

         Segundo o empresário, sua inserção no mundo do empreendedorismo aconteceu na época de faculdade de engenharia química, momento em que, a partir da curiosidade, quis explorar todas as possibilidades que o curso tinha a oferecer, como laboratórios e o chão da fábrica. Para ele, ainda, participar do Movimento Empresa Junior, ainda no último ano de universidade, com funções voltadas para vendas e consultorias no setor alimentício, foi fundamental para o desenvolvimento da sua visão para os negócios

         Em relação ao surgimento da Tidmo, o empreendedor explica: "por meio de algumas situações que eu experenciei, essa oportunidade de mercado surgiu. Nesse sentido, eu passei a analisar de que forma alguns profissionais e serviços poderiam ser contratados pelos clientes sem um tipo de indicação. Sendo assim, pela questão da recorrência, passei a observar o mercado de limpeza; e foi quando lançamos como protótipo, em 2018, a Tidmo, e no ano seguinte começamos realmente a operar e captar profissionais para o crescimento do negócio".

      No que se refere aos desafios enfrentados em sua trajetória empresarial, Lucas Maia ressalta: "o início do empreendimento é sempre mais difícil, tendo em vista que todos os parceiros precisam estar alinhados em torno de um mesmo objetivo, seja no que diz respeito a valores, cultura ou expectativas. No entanto, a partir do instante em que entramos em consonância, o trabalho progrediu. Além disso, outro obstáculo foi o fato de sermos, eu e meus sócios, da área da engenharia, ou seja, enveredamos por um segmento que era, até então, desonhecido para nós", finaliza.


Para assistir à entrevista, acesse o link: https://youtu.be/pQ7MIeZ0uRY