Secretária garante agilidade no investimento em segurança em Parnamirim

16/04/2015


Foto: Reunião teve participação do presidente da Câmara, Ricardo Gurgel, e do Comandante do 3º BPM, Jair Júnior (ASSECOM)
A secretária estadual da Segurança Pública e da Defesa Social, Kalina Leite, recebeu na manhã desta quinta (16) o presidente da Câmara dos Vereados de Parnamirim, Ricardo Gurgel, e o Comandante do 3º Batalhão de Polícia Militar (3º BPM), Tenente Coronel Jair Junior.
 
O encontro teve por objetivo debater investimentos que estão sendo aguardados pelo município na área da Segurança Pública e que dependem de uma maior agilidade nos trâmites processuais junto ao Ministério da Justiça.  “Atualmente, tramita no Ministério da Justiça dois processos oriundos de convênios dos Programas “Crack, é Possível Vencer” e “Brasil Mais Seguro”, que terão um impacto positivo nas ações desenvolvidas em Parnamirim. Estão previstos, nestes dois convênios, a aquisição de um micro-ônibus com equipamentos de videomonitoramento, uma van, motos e viaturas”, disse o Tenente Coronel Jair Junior, Comandante do 3º BPM.
 
Na ocasião, a secretária Kalina Leite, demonstrou total empenho em colaborar com a agilização dos trâmites junto ao Governo Federal. “O governador Robinson Faria tem mantido diariamente contato com o Ministro Eduardo Cardozo no sentido de apresentar as prioridades da gestão no Rio Grande do Norte. Também estamos constantemente repassando nossas demandas à Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), pois entendemos da necessidade imediata da chegada destes recursos em Parnamirim”, disse a secretária da Sesed.
 
Na última quinta (9), o município de Mossoró já foi beneficiado pelo programa "Crack, é Possível Vencer". Na ocasião, o Governo do Estado fez a entrega de um micro-ônibus de monitoramento, além de uma série de equipamentos, ao 2º Batalhão de Polícia Militar (2º BPM), a partir do programa. O micro-ônibus, dotado com sete câmeras, será um importante reforço para o policiamento de Mossoró, possibilitando a ação imediata contra traficantes ou a identificação de suspeitos.
 
As bases móveis serão colocadas em pontos estratégicos para suporte às ações de patrulhamento nas cenas de venda e consumo de crack e outras drogas.  Também foram entregues 200 armas menos que letais, sendo 50 kits spark (armas de eletrochoque) e 150 espargidores de gás de pimenta, duas motocicletas e dois veículos.