Mineiro apresenta agenda de enfrentamento para mudar sistema penitenciário no RN

24/03/2015


Foto: Assessoria
O deputado estadual Fernando Mineiro (PT) afirmou que o Governo do Estado vai apresentar uma agenda de enfrentamento para mudar o sistema penitenciário. O anúncio foi feito durante pronunciamento realizado na manhã desta terça-feira (24), em sessão plenária na Assembleia Legislativa.
 
“Ontem eu acompanhei uma reunião que pela primeira vez reuniu representantes do Governo do Estado com a base da categoria dos agentes penitenciários para ouvir as demandas, reivindicações e, principalmente, para levar uma palavra em reconhecimento ao trabalho que vem sendo feito no estado”, disse o deputado.
 
Fernando Mineiro disse que foi estabelecida a formação de uma comissão para atualizar a pauta de reivindicação e das demandas da categoria junto ao Governo e elogiou a ação do Executivo para conter a crise no sistema prisional que aconteceu na semana passada.
 
“É preciso reconhecer o trabalho rápido e positivo para conter a crise do sistema penitenciário da semana passada. Não existe na história do Rio Grande do Norte uma ação, rápida, articulada e intrassetorial como a da semana passada”, afirmou Mineiro.
 
O parlamentar destacou ainda a necessidade da administração cotidiana do sistema penitenciário. “É preciso dar amplitude ao diálogo que foi iniciado ontem. E outros aspectos precisam ser resolvidos. A questão central é o envio do plano de cargos, carreiras e salários, além disso, outras questões como fardamento, equipamentos, alimentação, diária operacional, condições de trabalho e muito mais. Para isso, o Governo vai apresentar uma agenda de enfrentamento da questão para mudar o sistema penitenciário. O governo tem consciência que ou faz isso ou vive outras crises”, elencou o parlamentar.
 
Os deputados Márcia Maia (PSB), Carlos Augusto Maia (PTdoB) e Hermano Morais (PMDB)  reconheceram a necessidade de atender às demandas expostas pela categoria e registraram o apoio de seus mandatos para essa finalidade. “Encaminhei requerimento ao Governo do Estado sugerindo a criação de uma subsecretaria de administração penitenciária, conduzida por quem conhece o sistema penitenciário”, destacou Márcia Maia.