"Podemos ter uma terceira guerra mundial", afirma Zelensky

20/03/2022


Foto: oglobo.globo.com

 

Em entrevista exclusiva à CNN Internacional, neste domingo, Volodymyr Zelensky, presidente da Ucrânia, fez uma análise sobre a guerra que o país trava com a Rússia, que já se estende por 24 dias. Em tom pessimista, o mandatário ucraniano alertou sobre a possibilidade do estabelecimento de uma “terceira guerra mundial”, caso as negociações de cessar fogo entre os países falhem. 

 

Apesar da fala catastrófica, Zelensky, que tem feito reiteradas críticas em relação a um suposto plano imperialista de Vladimir Putin, diz que está pronto para firmar um acordo de paz com o presidente russo. Conforme palavras do mandatário ucraniano, se houver 1% de chance de acabar com o conflito bélico, é necessário aproveitá-la. 

 

Durante a exposição aos jornalistas, Zelensky ressalta que o plano das tropas russas consistia no extermínio dos cidadãos ucranianos. Ademais, o mandatário salientou que o exército do seu país tem a capacidade para resistir e contra-atacar, mas que as tratativas de paz erigem-se como o melhor caminho a ser trilhado. 

 

“As forças russas vieram para nos exterminar, para nos matar. E podemos demonstrar que a dignidade de nosso povo e nosso exército que somos capazes de desferir um golpe poderoso, somos capazes de contra-atacar. Mas, infelizmente, nossa dignidade não vai preservar as vidas. Então, eu acho que a gente tem que usar qualquer forma, qualquer chance para ter possibilidade de negociação, possibilidade de falar com Putin. Mas se essas tentativas falharem, isso significaria que esta é uma terceira guerra mundial”, disse Zelensky. 

 

Segundo informações do Ministério das Relações Exteriores da Ucrânia, na manhã deste domingo, forças militares da Rússia bombardearam uma escola de arte em Mariupol, uma das cidades mais atingidas desde o início da guerra. Ainda de acordo com as autoridades ucranianas, o prédio foi destruído e ainda não se sabe o número exato de vítimas.