Júnior Rodoviário sobre greve de ônibus: “não queremos prejudicar a população”

18/01/2022


Foto: agorarn.com.br

 

A princípio marcada para começar na quarta-feira (19), os rodoviários adiantaram o início da greve na manhã desta terça. Com um cenário de paradas lotadas e vários ônibus cheios nas ruas de Natal, somente 30% da frota está circulando. A paralisação ainda não tem previsão de data para terminar.

 

Como justificativa à greve, Júnior Rodoviário, presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários (Sintro), em entrevista ao Agora RN, ressaltou que a discussão sobre as questões trabalhistas foi fundamental para a medida adotada pela categoria. “Se o empresário pagasse o vale [alimentação] no quinto dia útil de janeiro, a gente iria para a audiência no dia 21 sem greve, iríamos discutir apenas o ajuste salarial. Como eles não pagaram, chamamos a assembleia e aprovamos a greve. Esperamos que seja resolvido. Nosso problema atinge a população diretamente e nós não queremos prejudicar a população”, afirmou. 

 

Júnior Rodoviário, entre suas declarações, também criticou o prefeito Álvaro Dias, na medida em que, segundo ele, a solicitação do sindicato das Empresas de Transportes Urbanos (Seturn) para ter uma reunião com Daliana Bandeira, Secretária Municipal de Mobilidade Urbana, não foi atendida pela prefeitura. “Por que o prefeito [Álvaro Dias] atende o segmento empresarial e não atende o segmento dos trabalhadores?”, perguntou o representante da categoria. De acordo com Heverton Freitas, secretário de Comunicação da Prefeitura de Natal, uma reunião com os trabalhadores ainda não foi agendada.

 

Depois da votação em assembleia geral extraordinária, o indicativo de greve foi aprovado pelo Sintro no último dia 11. A alegação do sindicato para o estabelecimento da paralisação foi a falta de reajuste salarial da categoria nos últimos dois anos.