Natália Bonavides denuncia Bolsonaro no STF por corrupção

17/12/2021


Foto: Maryanna Oliveira
 
A deputada federal Natália Bonavides (PT/RN) apresentou ontem (16), no Supremo Tribunal Federal e na Procuradoria Geral da República, uma notícia de fato contra o presidente da República, Jair Bolsonaro, por indícios de corrupção passiva.
 
Em discurso feito aos empresários filiados à FIESP, Jair Bolsonaro admitiu que trocou os dirigentes do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) após ter recebido reclamações do empresário Luciano Hang quanto à decisão do órgão de paralisar uma obra de construção sua em Rio Grande (RS).
 
“O fato em si já revela uma forte prova da atuação criminosa do presidente da República. Ele atuou para atrapalhar a atuação da Administração Pública para beneficiar um amigo. Bolsonaro, ao anunciar esse feito, confessou o crime. Disse, em alto e bom som, que exonerou a diretoria do IPHAN para patrocinar interesse privado, o de Luciano Hang”, destacou Natália Bonavides.
 
O empresário Luciano Hang foi multado por propaganda irregular a favor de Jair Bolsonaro, então candidato à presidência da República nas eleições de 2018, e investigado pela suspeita de ter financiado um esquema de difusão de desinformação. De acordo com a deputada, “o empenho do empresário na eleição de Bolsonaro, inclusive por meio de financiamento de campanha potencialmente ilegal, pode ser explicado com uma promessa de contrapartida materializada no ato noticiado nesta petição”.
 
“É urgente e imprescindível que os possíveis atos de corrupção passiva e ativa sejam apurados e o presidente da República seja punido pelos crimes confessados em sua fala”, complementou Natália Bonavides.
 
A notícia de fato foi distribuída para o ministro André Mendonça e aguarda análise.