Empresa de terceirizados é novamente alvo de denúncia por novos atrasos salariais

06/12/2021


Foto: Cedida
 
A vereadora Fativan Alves denunciou na última segunda-feira (6), durante a 114ª Sessão Ordinária 2º Período Legislativo, a empresa Solaris Locação de Mão de Obra por atrasos salariais referentes aos vales-transporte, férias e 13º salário. 
 
“É um absurdo o que a Solaris está fazendo com o povo de Parnamirim. Mais uma vez nosso mandato recebe denúncias de irregularidades relacionada a esta empresa, que não tem pago os vales-transporte há dois meses, além do decimo terceiro e férias dos colaboradores”, denunciou a vereadora.
 
Em junho deste ano, a Comissão de Finanças, Orçamento e Fiscalização da Câmara municipal de Parnamirim sabatinou o proprietário da Solaris, Caio Honório, que prestou esclarecimentos sobre supostas irregularidades praticadas pela empresa. Os trabalhadores da empresa denunciaram o atraso de salários, falta do recolhimento do FGTS, falta de pagamento de férias, entre outros problemas.
 
Agora as novas denúncias fizeram com que à vereadora questionasse a empresa publicamente, fazendo um chamamento para uma “nova sabatina”, pois “O povo de Parnamirim não merece tamanho desrespeito. E que se for o caso a Prefeitura revisasse este contrato”.
Hoje a Solaris Locação de Mão de Obra recebe aproximadamente três milhões de reais por mês, pelo pagamento de cerca de dois mil trabalhadores terceirizados, lotados em várias secretarias do executivo municipal.
 
“E como fica o fim de ano destes trabalhadores, que não podem comprar o leite de seus filhos, nem o pão de cada dia. Se faz necessária uma apuração rigorosa se necessário com o suporte do Ministério Público. É um absurdo uma empresa que recebe em dia não repassar o pagamento aos seus funcionários”, desabafou Fativan Alves.