Bolsonaro se deu por vencido?

02/08/2021

Por: Otávio Albuquerque
Foto: noticias.r7.com

 

Junto aos seus adeptos, o presidente Jair Bolsonaro admitiu na manhã desta segunda-feira (02) que Lula poderá voltar ao comando da nação através do pleito de 2022. Isso vai acontecer, segundo o atual chefe do executivo federal, se não houver a mudança do sistema de votação, do eletrônico para o impresso.


Além do tema acerca da possível derrota nas eleições do ano que vem, Bolsonaro voltou a criticar o Supremo Tribunal Federal (STF), em especial o ministro Luis Roberto Barroso, ainda no que concerne às supostas fraudes que as urnas eletrônicas podem suscitar. “Não é o voto impresso pelo voto impresso. é uma forma de ter certeza de que não vai haver manipulação. Ou só o Barroso está certo? Alguém acredita no ministro Barroso?”, indagou o presidente.


Ainda de acordo com Bolsonaro, o membro da Suprema Corte se coloca acima do bem e do mal, além de não estar disposto a contemplar uma “disputa limpa e democrática”, na medida em que nega veementemente a possibilidade de se discutir o retorno do voto impresso. “Só o Barroso está certo? Alguém acredita no ministro Barroso?”. Ele se intitula como se não pudesse ser criticado”, questiona e ratifica Bolsonaro. 


No que se refere à sua disputa particular contra o ex-presidente Lula, na expectativa de um cenário de polarização, Bolsonaro sugere que o retorno do petista ao Palácio do Planalto será fruto de manipulação eleitoral entre ele e os membros do judiciário. “Se esse cara volta e tem tudo para voltar. Vamos na realidade: os mesmos que o tiraram da cadeia, os mesmos que o tornaram elegível são os que vão contar os votos em uma sala secreta. Acha que ele não vai voltar?”, insinuou.