Maternidade Januário Cicco passa a ser referência para a covid-19

04/09/2020


Foto: Anastácia Vaz
 
A Maternidade Escola Januário Cicco (Mejc-UFRN), vinculada à Rede Ebserh, desde o início da maior crise sanitária mundial da nossa época, não se privou de somar esforços ao enfrentamento da covid-19, sendo inúmeras as estratégias adotadas. Diante da nova pactuação firmada com a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) do Rio Grande do Norte, a partir de hoje, 3 de setembro, a Mejc passará a ser referência para pacientes covid-19, em sua área de abrangência.
 
Para isso, foi elaborado um novo plano de contingenciamento e definido novos fluxos de atendimentos, além de readequações de algumas áreas assistenciais e contratação de novos funcionários que irão compor as equipes assistenciais destinadas ao atendimento das pacientes suspeitas ou confirmadas com a covid-19. 
 
Entenda como funcionará o atendimento das pacientes que chegarem a Mejc com sintomas ou diagnóstico confirmado para covid-19:  
 
A Mejc segue confiante e engajada no combate ao novo coronavírus reiterando o compromisso com a saúde pública potiguar.
 
Atuação da Rede Ebserh
 
Além do apoio ao ensino, formação e capacitação das equipes assistenciais, a Rede Ebserh implementou o Comitê de Operações Especiais (COE) para definir estratégias e ações em nível nacional para o enfrentamento da pandemia. Desde os primeiros anúncios sobre a covid-19, a Rede Ebserh tem trabalhado em parceria direta com os ministérios da Saúde e da Educação, com participação nos COEs desses órgãos, e tendo como diretrizes o monitoramento da situação no país e em suas 40 unidades hospitalares.
 
Tem atuado na realização de treinamento de funcionários da Rede, promoção de webaulas, definição de fluxos e instituição de câmaras técnicas de discussões com especialistas. Promoveu processos seletivos emergenciais com a possibilidade de contratação de aproximadamente 6 mil profissionais temporários para o enfrentamento da pandemia.
 
Também disponibilizou R$ 274 milhões para ações contra o coronavírus, recursos do Ministério da Educação (MEC) liberados pela Ebserh de acordo com a necessidade e urgência de cada unidade hospitalar. A verba está sendo utilizada em adequação da infraestrutura, aquisição e manutenção de equipamentos, compra de medicamentos e outros insumos, além de equipamentos de proteção individual.
 
Em algumas regiões, as unidades da Rede Ebserh têm atuado como hospitais de referência ao enfrentamento do covid-19, enquanto que em outras, atuam como retaguarda em atendimentos assistenciais para a população, por meio do Sistema Único de Saúde.

Fonte: João Pedrosa de Ascom MEJC