Isolda propõe delegacia virtual e ações de combate à violência contra mulher

28/04/2020


 
Com o objetivo de conter o avanço da violência contra a mulher no Rio Grande do Norte durante o período de isolamento social em função da pandemia da Covid-19, o mandanto da deputada estadual Isolda Dantas (PT), apresentou diversas ações para prevenção e proteção social no enfrentamento à violência contra a mulher enquanto durar o estado de calamidade pública decorrente da pandemia.
 
Segundo informações registradas pela Polícia Militar, na primeira semana da quarentena entre os potiguares, ocorrências por violência domestica marcaram 1.597 casos. 
 
Em diálogo junto à SEMJIDH, DEGEPOL e ao Comitê de enfrentamento à violência doméstica e familiar, Isolda apresenta o Projeto de Lei para a implementação de uma Delegacia Virtual para o registro da violência doméstica e familiar.
 
Além do PL, a deputada solicitou à DEGEPOL a criação de um canal de comunicação - via WhatsApp que assegure o recebimento de denúncias, registros de ocorrências, envio de fotos e documentos relativos aos crimes e situações de violência doméstica. 
 
Dentre as ações apresentadas pelo mandato de Isolda, estão solicitações à SEMJIDH para que o governo desenvolva uma campanha de conscientização e mobilização solidária da sociedade potiguar acerca da necessidade de denúncia dos casos de violência; ao TJ/RN para a criação de um meio eletrônico, de modo urgente, para receber, encaminhar e processar solicitações pessoais de renovação de medidas protetivas às mulheres vítimas de violência doméstica e à AGN para priorização de crédito especial para mulheres em situação de violência.
 
“Muito precisa ser feito para prevenir e enfrentar a violência contra a mulher no RN. Daqui, nosso compromisso e trabalho: se tem violência contra a mulher, a gente mete a colher!”, diz Isolda.