Sidarta Ribeiro, do Instituto do Cérebro da UFRN, será entrevistado no Roda Viva

06/01/2020


 
O neurocientista Sidarta Ribeiro, vice-diretor do Instituto do Cérebro da UFRN, será o entrevistado da próxima segunda-feira, 6, do Roda Vida. No centro do debate, as discussões sobre sono, sonho e memória, palavras que compõem o nome de seu laboratório, mas também seu novo livro “O Oráculo da Noite”, bestseller que discute a ciência e a história do sonho. Mediado pela jornalista Daniela Lima, o programa vai ao ar às 22h, com interpretação em Libras, na TV Cultura, no YouTube, no Twitter, no app Cultura Digital e no Facebook.
 
O Oráculo da Noite é construído a partir da própria vivência pessoal do pesquisador, de suas descobertas e interesse de pesquisa que se desenvolveu durante sua pós-graduação. A partir de informações históricas, antropológicas, psicanalíticas e literárias, além das referências mais atualizadas da biologia molecular, da neurofisiologia e da medicina, o neurocientista compõe uma narrativa instigante sobre um dos maiores mistérios da humanidade que é o sonho.
 
Esse é o segundo livro sobre o tema publicado por Sidarta. Em 2015, ele publicou Limiar, uma reunião de 96 crônicas e artigos sobre temas contemporâneos agrupadas em dez capítulos temáticos. Segundo a crítica, o trabalho traz argumentos convincentes e sem excesso de complexidade que desafiam, questionam, provocam o leitor.
 
Como parte de suas pesquisas, esses trabalhos têm grande relevância para as neurociências e reforçam a importância da UFRN no cenário nacional e internacional nesse campo de estudo.
 
Sidarta Ribeiro
 
Bacharel em Biologia pela Universidade de Brasília (1993), Sidarta tem mestrado em Biofísica pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1994) e Ph.D. em Comportamento Animal pela Universidade Rockefeller (2000), com pós-doutorado em Neurofisiologia na Universidade Duke (2005).
 
Editor associado dos periódicos Frontiers in Integrative Neuroscience e Frontiers in Psychology (Ciências da Linguagem), foi nomeado em 2016 como membro da Academia de Ciências da América Latina (ACAL) e diretor da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC).