"Teoria e prática precisam andar juntas", afirma reitora da UFRN

03/06/2015

Por: Tiago Rebolo
Foto: Tiago Rebolo
Pelo terceiro triênio consecutivo, a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) recebeu o título de melhor instituição federal de ensino superior das regiões Norte e Nordeste. O resultado, divulgado pelo INEP, instituição federal que mede a qualidade do ensino superior no Brasil, leva em consideração diversos aspectos, tais quais projetos pedagógicos, qualificação dos professores, infraestrutura física e nota no ENADE.
 
Para a reitora da UFRN, Prof. Ângela Paiva Cruz, um dos principais triunfos da Universidade se deu pela proposta dos projetos pedagógicos, que, segundo ela, estimulam os estudantes universitários a interagirem mais com os problemas da sociedade. “Um dos desafios tem sido acabar com o binômio teoria/prática. As duas precisam andar juntas”, assinalou a professora, em entrevista que será veiculada nesta quarta-feira (3) no programa Conexão Potiguar.
 
Apesar do título, a instituição tem fragilidades importantes, que, de acordo com a reitora, estão sendo observadas para serem corrigidas. Um dos desafios neste sentido é aprimorar o estímulo a projetos de empreendedorismo, para aproximar os estudantes e suas práticas do setor produtivo. “Há 25 empresas juniores em nossa instituição”, afirmou a Prof. Ângela, lembrando que mais projetos desta natureza serão estimulados pela Universidade.
 
Outros pontos importantes, no que diz respeito à interiorização das atividades da UFRN, à formação profissional e à interlocução com o Poder Público estarão na entrevista. O programa Conexão Potiguar vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 7h da manhã, na BAND Natal, com apresentação do jornalista José Pinto Júnior.