Movimentos sociais debatem políticas públicas na China

05/12/2014


Com o intuito de discutir a adoção de políticas públicas comuns, representantes de movimentos sociais de países do Brics se reunirão em dezembro na China. O Brics consiste num grupo político de cooperação formado por cinco países emergentes economicamente: Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul. Na comitiva brasileira, três dirigentes sindicais representarão o país. Entre eles, está o presidente da CUT/RN, José Rodrigues Sobrinho.
 
De acordo com o sindicalista, o evento será importante porque os países do grupo tem “problemas e demandas sociais graves que podem ser resolvidas em conjunto”. Na visão de Sobrinho, “falta política de Estado para resolver essas carências”.
 
Durante entrevista ao programa Conexão Potiguar, da TV Band, ele destacou também o recente encontro que teve com o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva (PT), em São Paulo. “Discutimos problemas de conjuntura política e concluímos que o quadro político existente no Brasil não é nada satisfatório”, relatou. Para Sobrinho “quem perdeu a eleição ainda reluta em não aceitar a derrota”.
 
O dirigente da CUT fez questão de esclarecer que os principais opositores da presidente reeleita Dilma Rousseff planejam tumultuar o segundo mandato do Governo, o inviabilizando por meio do travamento de matérias no Congresso. Essa estratégia, na avaliação de Sobrinho, está sendo utilizada para pavimentar o caminho da oposição rumo à sucessão presidencial em 2018.
 
Sobre o tema da reforma política, José Rodrigues Sobrinho declarou ser um obstinado defensor da matéria. “Não há outro caminho para que nós tenhamos um país democrático e uma representação política que se envolva com os problemas do povo. O Congresso que está aí, infelizmente, não quer nada disso”, disparou.

Fonte: POTIGUAR NOTÍCIAS