Júnior Rocha: “Estamos trabalhando pela melhoria de vida da população”

25/09/2014

Por: Pinto Jr.
Em entrevista ao jornalista José Pinto Junior para o programa Conexão Potiguar, o prefeito de Goianinha, Júnior Rocha, falou sobre a administração municipal, ações, projetos e a possibilidade do município ter seu Polo Indistrial.
 
Parece-me que há um desinteresse da população pela campanha eleitoral. O Sr., que é político, concorda com isso?
Eu tenho o mesmo entendimento. Esse fenômeno está acontecendo em todos os lugares, não somente em uma região específica. Tenho caminhado por toda a região Agreste ao lado do meu candidato a deputado estadual, Dison Lisboa, que é um companheiro de luta e ex-prefeito de Goianinha, e percebemos isso. A aproximadamente vinte dias da eleição, nós não vemos a empolgação do eleitor. Existe um silêncio que nos deixa até certo ponto encabulados. Como coordenador de campanha, fico até assustado. Qual será o verdadeiro comportamento do eleitor? Nas pesquisas, por exemplo, o número de indecisos é muito grande, assim como as pessoas que não querem votar representam uma grande porção do público. É uma eleição muito estranha.
 
Falando de gestão, se este fosse o último ano de sua administração, qual seria o legado?
Nós temos resultados importantes para o desenvolvimento de um município. Em linhas gerais, temos crescido muito. Por exemplo: recentemente, saiu o resultado do Ideb, que mostrou como nós avançamos neste quesito. Temos também um grande trabalho na assistência social e no esporte. Isso porque não podemos pensar em mudar a realidade de um município sem trabalhar a juventude. E nós estamos fazendo isso promovendo esporte e cultura. Eu desconheço um município que tenha feito um trabalho tão grande como o que nós temos feito em Goianinha. Além disso, temos feito praças, academias ao ar livre e realizado pavimentações. Foram realizados investimentos também na saúde, que é um desafio encontrado pelos municípios diariamente. O Estado, que tem a responsabilidade pela alta complexidade, quase não funciona mais. É uma espécie de abandono; estão deixando o pessoal morrer à míngua. Alguns projetos foram desenvolvidos nesse sentido, como a lei que foi aprovada recentemente, o “Goianinha Cidadã” – tudo para ver se conseguimos amenizar o sofrimento do dia-a-dia com o fornecimento de exames de alta complexidade também.
 
Como ficou a proposta do Parque Industrial?
A proposta permanece, mas tem que manter uma autoestima muito grande com este Governo do Estado. De acordo com o Tribunal de Justiça, a partir desta sexta (19) o processo retorna para Goianinha para a gente tentar tornar nula a questão que envolve a APA (Área de Preservação Ambiental) e começar a licenciar a região. Espero que ainda este mês a coisa, de fato, aconteça. Mas as empresas ainda estão entusiasmadas. Estamos fazendo reuniões, pedindo um pouco de paciência, pois em breve vamos concretizar.

Fonte: Potiguar Notícias