ABF Franchising Expo Nordeste: Fundação Fisk anuncia planos de expansão

28/10/2013

Por: SPMJ Comunicações

Com expectativa de fechar 8 novas unidades das redes Fisk e PBF, a Fundação Fisk, detentora das marcas Fisk e PBF, participa da ABF Franchising Expo Nordeste, principal feira de franquias das regiões Norte e Nordeste, realizada no Centro de Convenções de Pernambuco, em Olinda, entre os dias 5 e 8 de novembro. “Pretendemos superar os números alcançados na feira em 2012, quando fechamos quatro novos negócios com as duas marcas. Em um ano, abrimos 14 unidades da Fisk e 3 da PBF em toda a região Nordeste”, explica Christian Ambros, Diretor da Fundação Fisk. Segundo ele, o Estado que abriu maior número de unidades foi Bahia, com duas escolas inauguradas e um total de 31 unidades. “A participação na feira é essencial para iniciarmos os contatos com os interessados não somente do Nordeste, mas também das regiões Norte e Centro-Oeste”, afirma.

Entre as cidades do Nordeste que receberam novas escolas da Fisk, destacam-se Natal, Recife, Teresina (2 unidades), Maracanaú, no Ceará, Lagarto, no Sergipe, Santo Estevão e Senhor do Bonfim, ambas na Bahia. Já a PBF, conhecida por oferecer uma operação mais enxuta, com investimento mais baixo, ideal para cidades menores, destaca a nova unidade em São José do Ribamar, no Maranhão e em Maceió, no Alagoas – são 9 unidades em toda a região. Estão previstas novas unidades da Fisk em Santa Quitéria/CE, Irecê/BA e Itapipoca/CE.  

Segundo Christian Ambros,  “May I Help You?”, curso voltado aos profissionais que trabalham com atendimento a turistas estrangeiros, é um dos produtos que mais impulsionam o crescimento da rede em estados cujo o turismo é uma das principais atividades – não somente na abertura de novas unidades, mas também na matrícula de novos alunos. “A procura pelo curso representa 10% de nossa demanda na região Nordeste”, explica o diretor.

Crescimento no exterior

No primeiro semestre, a Fisk inaugurou sua primeira unidade no Chile, com capacidade para atender 400 alunos. Hoje, a rede conta com mais de 100 unidades no exterior. “Temos interesse em expandir a rede para países onde ainda não estamos. Onde houver uma boa oportunidade de negócio, levaremos nossa marca”, explica Ambros. A Fisk também tem escolas na Argentina, Paraguai, Japão, Bolívia e Angola, onde é a franqueadora brasileira com operação mais antiga no país.

Municípios pequenos

Caracterizada por estar presente principalmente em municípios pequenos e médios, a Rede de Idiomas PBF busca expandir seu negócios em cidades do interior. Recentemente, foram inauguradas unidades nas seguintes cidades: Ipuiuna (10 mil habitantes), em Minas Gerais, São Miguel Guaporé (21 mil habitantes), em Rondônia. O baixo investimento inicial (a partir de R$ 33 mil) é um dos principais atrativos da rede para os investidores de pequenas cidades.

Novidade pedagógica

Além de oferecer aos interessados em abrir uma franquia Fisk ou PBF facilidades como isenção de royalties e de taxa de franquia, a Fundação Fisk busca inovar seu portfólio com novidades na área pedagógica. As mais recentes são oCyber Fisk e o Cyber PBF, conjuntos de ferramentas e atividades interativas especialmente desenvolvidas para incentivar os alunos a praticarem o idioma fora da sala de aula. Totalmente online, as novas ferramentas foram imaginadas como inovação pedagógica, tecnológica e também econômica. “Todos os nossos livros iam, até o ano passado, acompanhados de CDs com conteúdo extraclasse. Muitos alunos acabavam não usando a ferramenta por não ser prática em tempos de tablets e smartphones. Além de não gerar resíduos sólidos, já que boa parte desses CDs não era reaproveitada, o aluno se sentirá mais motivado a acessar o novo sistema, uma vez que a única coisa que precisará é da conexão com a Internet”, explica o Diretor da Fundação Fisk.

Fonte: SPMJ Comunicações