Claudino Leite

07/07/2020
PRESENÇA DA RELIGIÃO & OUTRAS NOTAS
 
 
PARE E REFLITA...
“Oh! Que saudades que tenho da aurora da minha vida, da minha infância querida que os anos não trazem mais!” (Cassimiro de Abreu, poeta e escritor brasileiro).
 
PRESENÇA DA RELIGIÃO
A religião está presente em toda a história da humanidade, nas mais variadas culturas e civilizações. Até hoje, os estudiosos não chegaram a um consenso acerca de um conceito preciso para o termo “religião”. Na verdade, a dificuldade não está em achar uma definição em si (há muitas, se pesquisarmos), mas, sim, encontrar uma que seja ampla o suficiente para abarcar várias visões em torno do tema – elas variam segundo o  enfoque adotado, que pode ser sociológico, psicológico, filosófico ou teológico, entre outros. A palavra “religi&atild e;o&rdqu o; é de origem latina “religare” e significa aquilo que se torna a ligar. O Dicionário de Edelbra define religião dessa maneira: “Culto prestado à divindade; doutrina ou crença religiosa; acatamento de coisas sagradas;  fé, devoção, crença viva; e tudo  que é considerado como dever  sagrado”. A Enciclopédia Merrian-Webster de Religiões do Mundo, produzida em parceria com a Enciclopédia Britânica, uma definição “relativamente aceita entre os estudiosos: “Religião é um sistema comum de crenças e práticas concernentes a seres sobre-humanos (...) e que podem fazer coisas que nós não podemos (...) e que podem fazer coisas que  nós não podemos (...) e que podem tomar formas de ancestrais deuses ou espíritos”. Nessa esteira de raciocínio, o conceito de religião incluiria alguns elementos: crença em níveis de existência superiores à vida material, convicção que nesses níveis elevados se encontram a causa e o sentido da vida e a  regulamentação da vida pessoal e coletiva, além da organização dos ritos específicos, objetivando conhecer o mundo transcendente e obter dele algum benefício material, espiritual ou ambos. Alheio às discussões sobre o conceito, o homem  no decorrer dos séculos, desenvolveu diversas formas de conexão com o sagrado. E, se existem diferenças entre as crenças, elas derivam de maneira como cada povo concebe o plano superior e as relaçõ es entre os homens. Pois, subjacente à diversidade de suas manifestações, experiência religiosa permanece para aqueles que creem, como instrumento de compreensão do sentido da vida e, em última instância, de esperança de que a finitude humana encontre um amparo e justificativa na eternidade do mundo espiritual.
 
MEDITAÇÃO DA QUARENTENA
Sou um homem comum em dúvidas existenciais pela chegada da terceira idade, tempo suficiente para uma alma cansada. Avessa a badalações e isolada das confrarias por decreto de si mesmo. As oscilações de comportamento indicam o sentimento natural do medo, não do destino, pela fé em Deus. Não jugo subterfúgios e eufeminismo no lixo em nome da confiança dos meus poucos leitores, que acompanham meu teclar semanal da coluna. As tristezas da vida me fez crer em Deus, o verdadeiro Senhor de todas as sentenças e abrigo dos humildes. A mão poderosa que salva o afogado, iguala classes sociais, além de não discriminar as pessoas. É o Criador, qu e permit e a perpetuação civilizatória, no choro do bebê que nasce até o corpo se tornar inerte e a ciência declarar o fim. Com Deus, dialogo sem intermediários. Sou gratificado pelo raiar da aurora, pela beleza das flores com o seu perfume que exala, pelo dom da vida e o segredo do viver. Mesmo que a borrasca e as intempéries da vida queiram me sufocar estou ancorado pelo Supremo Pastor, quando Ele me diz: “Ainda que eu andasse pelo vale da sombra da morte, não temerei mal nenhum, porque tu estás comigo: a tua vara e o teu cajado me consolam” (Salmo 23:4).
 
NA VIDA É ASSIM...
“Na terra somos forasteiros” diz a letra a bela canção do hinário presbiteriano. A vida é uma passagem, mas a AMIZADE é um Fio de Ouro, que só se quebra com a morte. Você sabe? A infância passa, a juventude passa, a velhice a substitui, a morte a recolhe. A mais bela flor dos que ornamenta os jardins perde sua beleza. Porém, uma AMIZADE fiel, dura para a eternidade, viver sem amigos é morrer sem deixar lembranças.
 
IDENTIFICAÇÃO
Como identificar uma igreja boa? Seria a maior? A mais ativa? A mais conhecida? A mais rica? Certamente, Jesus julga por critério diferente do nosso. Ele pode ver uma igreja pobre ou fraca como uma congregação fiel, missionária, dedicada, perseverante e santificada. Os homens tendem a medi-la pela força e qualidade em termos de tamanho, poder e riqueza. Jesus vê as igrejas de forma diferente, independente de sucesso que o mundo vê e mede. O Mestre da Galileia olha para o caráter e o coração de cada discípulo e de cada igreja. Ao invés de tentar impressionar os homens, devemos nos dedicar ao desenvolvimento. Ter o caráter que agrada o Criador.
 
DEMOCRÁTICO
Polvoroso, porém democrático, o Covid-19 prejudica bilionário, milionário, muito rico, rico, classe média, pobre, miserável, desvalido e indigente. As divisas impostas pelos decantados nobres de maior saldo em conta bancária. Foram abertas porque nenhum pedágio seu simboliza a doença invisível, voraz e assassino. Mas, Deus, que ainda não perdeu o controle desse mundo turbulento e ardente em chamas permite que o homem passe por isso para aprender a lição da Sua soberania.
 
CAFÉ DA ORAÇÃO
Uma tradição de décadas nos Estados Unidos - o Dia Nacional de Oração recebe, anualmente, o presidente americano, independentemente do partido político – para uma manhã de oração e confraternização junto a líderes religiosos. Agora, o evento está sendo esboçado por lideranças evangélicas e empresariais para ser realizado no Brasil. Afinal, nunca orar mais mal, especialmente, nesse mundo turbulento e ardente em chamas.
 
ARCA DE NOÉ
Documentário promete mostrar imagens reais da Arca de Noé – descoberta há mais de 50 anos. Há meio século, em 1959, foi encontrado no distrito de Dougabayazit, em Agri, na Turquia uma forma de navio enterrado subsolo. A descoberta foi suficiente para reacender a incansável procura pela Arca de Noé, acreditando que desta vez o objeto sagrado teria enfim sido localizado, segundo o arqueólogo Andrew Jones e o geofísico John Larsen.
 
OBTUÁRIO 1: MORRE MARTHA ROCHA
Primeira Miss Brasil e um dos maiores ícones da beleza do país, Martha Rocha, morreu sábado 5 de julho último, em Niterói, na Região Metropolitana do Rio de Janeiro, aos 87 anos, vítima de insuficiência respiratória e infarto agudo do miocárdio. O corpo foi enterrado domingo, dia 6, no Cemitério no Santíssimo Sacramento, segundo um dos filhos de Martha, Álvaro Piano, concedendo entrevista ao jornal carioca o Dia. Baiana de Salvador, Maria Martha Hacker Rocha foi eleita a primeira Miss Brasil em junho de 1954 durante um concurso realizado no Hotel Quitandinha, em Petrópoli s, Regi& atilde;o Serrana do grande Rio. - A vida dela foi muito sofrida nos últimos anos, pois estava acamada há muito tempo e não conseguia andar. Cansada faleceu sem muito sofrimento. Esses últimos meses a gente só se falava através de contatos telefônicos. Sinto falta da minha mãe, mas ela descansou – revela Álvaro. No mesmo ano em que venceu o concurso de beleza no Brasil, ela disputou o título de Miss Universo, na California (EUA), ficando em segundo lugar, atrás da americana Miriam Stevenson.
 
OBTUÁRIO 2: JORNALISMO DE LUTO
O Rio Grande do Norte perde um dos atalaias do jornalismo social, o jornalista Isaac Faheina de Paulo Macedo, aos 88 anos. Polêmico, Paulo tinha estórias memoráveis e era de um excelente papo. Imortal da Academia Norte-rio-grandense de Letras, Paulinho, também era o vice-presidente da instituição. Dias atrás levou uma queda em sua residência tendo fraturou o fêmur. Foi hospitalizado no Hospital Memorial e faleceu na tarde de domingo, dia 6 de junho, tendo  contraído o Covid-19, segundo boletim médico daquela unidade hospitalar. O seu maior destaque na imprensa potigu ar foi q uando trabalhou vários anos no matutino Diário de Natal/O Poti, dos Diários Associados na década de 70, como colunista social, salientando-se, também como coordenador de concursos de Miss Rio Grande do Norte, sempre realizado no Palácio dos Esportes “Djalma Maranhão”,  transmitido pela antiga Rádio Poti, com os apresentadores Nílson Freire e Sandra Maria patrocinado pelos Maiores Catalina e o produtos de beleza Helena Rubinstein.  Também, foi destaque na apresentação do programa “Sala Vip”, na TV Ponta Negra afiliada ao SBT. Descanse em paz Paulinho. Minhas condolências à família enlutada.
 
CHILIQUE DA ATRIZ
A atriz Regina Duarte descobriu amargamente que política e Brasília não são para principiantes e por isso deu até chilique. Após meses driblando armadilhas, cascas de banana e traições, ela desistiu quando viu o presidente Jair Bolsonaro achar graça no ator Mário Frias, que se confessou interessado em assumir a Secretaria de Cultura. Ninguém merece tanto bullying. Regina saiu com a consolação de uma sinecura como dirigente da quebradíssima Cinemateca Brasileira, mantida pelo Governo Federal em São Paulo. A sinecura de Regina Duarte não é lá essas coisas: R$ 10,3 mil mensais, um quinto do salário que recebia na TV Globo até assumir a Secretaria de Cultura. A gestão da Cinemateca foi terceirizada para uma Associação Roquette Pinto (Acerp), sucessora da extinta Fundação do mesmo nome. O ator Mário Frias foi nomeado e já foi empossado na Secretaria de Cultura, começou já demitir alguns assessores indicados pela ex-atriz da Globo.
 
CIUMEIRA NO PLANALTO
O deputado Fábio Faria (PSD-RN) assumiu o cargo de ministro das Comunicações e disse que entre as suas prioridades está inclusão digital da população. Para o genro do apresentador e dono do SBT, Sílvio Santos, o momento atual do país, também exige uma postura de compreensão e abertura ao diálogo.https://agenciabrasil.ebc.com.br/ebc.png?id=1309750&o=node “É tempo de levantarmos a guarda contra o novo coronavírus, também é hora de um armistício patriótico e d eixarmos a arena eleitoral para 2022. É preciso sobretudo respeito e que deixemos as nossas diferenças político-ideológicas de lado para enfrentarmos esse inimigo invisível comum que tem tirado a vida de milhares de pessoas e gerado danos incalculáveis à economia. Pelo seu livre acesso ao Congresso Nacional, além de outros poderes da República, tem causado ciumeira para alguns assessores diretos do presidente Bolsonaro. Tanto que o apelido de Fábio no Planalto é “o genro”, pelo fato de só ter sido escolhido ministro por ser genro do dono do SBT, Silvio Santos.
 
POPULAÇÃO BRASILEIRA
Mesmo sendo a maioria da população brasileira, negros (pretos e pardos, na categoria do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) aponta que representaram 24% dos deputados federais escolhidos pelo povo em 2018. Uma consulta em análise pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) pretende mudar esse cenário, com a discussão sobre a reserva de recursos do Fundo Eleitoral – e de tempo de rádio e TV – para viabilizar as campanhas de candidatos negros e negras. A verba pública, que nas eleições municipais deste ano soma R$ 2 bilhões, seria dividida segundo o critério racial, ob edecendo a proporção de candidatos negros e brancos de cada partido.
 
FEDER DECLINA CONVITE
O temor de ser novamente descartado levou o secretário de Educação do Paraná, Renato Feder, publicar post “declinando” do Ministério da Educação. Ele já havia aceitado o convite, em conversa ao telefone com o presidente Jair Bolsonaro. Mesmo avisado de que a Agência Brasileira de Inteligência (Abin) ia averiguar sua “ficha”, Feder preferiu evitar um novo vexame. O governo já procura outro nome.
 
GIRO PELO TWITTER...
 
...O Rio Grande do Norte registra mais de 388 novos casos de coronavírus e mais 13 óbitos nas últimas 24 horas; Total de mortes chega a 1.213 e infectados são 34.645;
...Partículas do coronavírus no ar podem infectar pessoas, diz grupo de cientistas da Organização Mundial de Saúde (OMS);
...O Ministério Público Federal é solidár io com o procurador da República Victor Mariz pela morte do pai, ex-deputado Wanderley Mariz (Titi), filho do saudoso ex-senador e governador do Estado Dinarte de Medeiros Mariz;
...Com o mesmo pensamento de muitas “autoridades” brasileiras, o irresponsável prefeito Fernando Gomes (PTB-BA) da cidade de Itabaiana diz que vai abrir o comércio “morra quem morrer”; e
...O papa Francisco elogia resolução da Organização das Nações Unidas (ONU) que pede o fim para combater o coronavíus.