Professores pesquisadores de diferentes países socializam experiências na PUC SP

29/10/2020

Por: Redação Potiguar Notícias
Foto: Dra. Elizabeth Almeida (Universidade PUC de São Paulo)
 
       A Universidade PUC de São Paulo sediou em 28/10/2020 um Seminário em nível de Pós-Graduação Stricto Sensu contemplando a temática "Currículo, tecnologia e pesquisa em tempos de isolamento social". A atividade, coordenada pela Professora Dra. Elizabeth Almeida, reuniu pesquisadores internacionais que socializaram proveitosas experiências sobre a temática privilegiada para o encontro.  
    A atividade compreendeu narrativas sobre educação online desenvolvidas em tempos de pandemia, inclusive, ressaltando o repertório de entrevistas publicadas no jornal Potiguar Notícias sobre educação online. Os participantes da agenda internacional foram 1) o Professor Dr. Bento Silva do Centro de Educação da Universidade Minho; 2) a professora Teresa Ribeirinha, Doutoranda de Ciências da Educação na Universidade do Minho; 3) o professor Dr. Dionísio Tumbo da Universidade Pedagógica de Maputo em Moçambique; e, 4) a professora Dra. Andrezza Tavares do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN).
     Em síntese, dentre os temas abordados pelos professores pesquisadores convidados pelo grupo de pesquisa "Currículo e Eduação" junto ao Programa de Pos-Graduação Acadêmica da Universidade PUC de São Paulo, foram respectivamente: 
 
1. Cinco (5) lições a retirar da experiência educativa para o tempo pós pandemia, a saber: a) reconhecimento do trabalho dos professores; b) aprofundamento da cultura digital e online nas escolas e na sociedade; c) inclusão e  transição digital; d) importância vital da escola (presencial); e, o B-learning como o novo normal na educação.
 
2. Reflexões sobre as potencialidades da internet em tempos de pandemia a partir da entrevista intitulada “Nenhum ser humano é uma ilha”, em que aborda a experiência da “escola digital” através da constituição de uma rede colaborativa entre professores, escolas, universidades, autarquias, grupos editoriais, para efetuar a mudança da escola presencial para a escola digital. Abordou também o projeto de pesquisa sobre a metodologia de Sala de Aula Invertida e a sua operacionalidade na educação online;
 
3. O processo de educação remota em Moçambique e as adaptações que tiveram que ser efetuadas nos níveis de ensino primário, secundário e superior;
 
4.  A colaboração do jornalismo de educação enquanto alternativa midiática e online: que auxilia a sociedade na superação do isolamento social; que colabora com o campo epistêmico da educação online, inclusive, aproximando pesquisadores distantes geograficamente; que transforma a internet em ambiente de potência pedagógica; que aproxima os campos da educação e da comunicação possibilitando o desconfinamento escolar; e que colabora com a possibilidade da sociedade digital perspectivada na cidadania.  
 
   Ao final das apresentações, a coordenadora da atividade, a Dra. Elizabeth Almeida, conduziu um debate profícuo entre os participantes.
 

Fonte: Dra. Andrezza Tavares (IFRN) & Dr. Bento Silva (Universidade do Minho)