Câmara Setorial de Ciência e tecnologia é instalada na SEDEC

17/03/2020


 
A Ciência e Tecnologia do RN acabam de ganhar um novo espaço para discussão e desenvolvimento de projetos dentro do Sistema de Câmaras Setoriais e Temáticas implementado pelo Governo do Estado como parte de sua nova política de Desenvolvimento Econômico. O fórum foi instalado hoje (16) com a participação de representantes da Fundação de Apoio à Pesquisa (FAPERN), universidades, Fundação Norte Rio-grandense de Apoio à Pesquisa e Cultura (Funpec), Federação da Indústria, dentre outras entidades que dialogam diretamente com o setor. A Câmara Setorial de Ciência e Tecnologia evidencia o papel de destaque que a pesquisa e a inovação têm dentro do trabalho da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SEDEC), com representatividade também nas outras cinco câmaras instaladas anteriormente no gabinete da Secretaria.
 
O titular da pasta, Jaime Calado, enfatizou o esforço em buscar recursos para a FAPERN através do novo Programa de Estímulo ao Desenvolvimento Industrial (PROEDI), reservando 0,5% da arrecadação de ICMS do Estado para projetos geridos pela Fundação. "Investir em Inovação dá lucro. Precisamos levar a pesquisa aplicada para dentro das empresas para que elas possam gerar empregos para o povo", explicou o secretário.
 
A coordenadora do projeto do novo Parque Tecnológico Augusto Severo (PAX) e ex-reitora da UFRN Prof.  ngela Paiva Cruz parabenizou o Governo do Estado pela criação do Sistema de Câmaras Setoriais porque "traz muito mais organização e agilidade no diálogo entre os setores", e elogiou também o PROEDI. "Foi uma das marcas do Governo no ano passado. Digo isso como testemunha em conversa com os empresários, muito mais animados em vir para o estado. Este é o ano de fazer o mesmo com a Ciência e a Tecnologia", avaliou.
 
Durante toda a reunião, os representantes foram unânimes em defender  o fortalecimento da FAPERN, responsável por gerir o Fundo Estadual de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (Fundet), pauta que foi incluída como prioritária nas próximas reuniões de trabalho da Câmara.
 
Para o diretor geral da Funpec, "o maior desafio é garantir a continuidade das pesquisas com a perenidade dos investimentos". O diretor disse ainda que é preciso criar uma cultura de investimentos na área por parte dos empresários, e sugeriu a inclusão do Marco Regulatório Estadual de Ciência e Tecnologia no centro do debate, bem como a atualização do Plano Estadual de Ciência e Tecnologia. Os membros discutiram ainda o financiamento e licenciamento de projetos, a ampliação da Infovia, que leva internet aos municípios do interior do estado, e o Parque Tecnológico, que deverá ser instalado em Macaíba com recursos do Governo Cidadão.
 
Além das entidades citadas, participaram da reunião representantes do CERNE, AGN, SEBRAE, UFERSA, IFRN, UERN, e IDEMA.