Justiça nega recurso e mantém decisão que determina retorno de linhas de ônibus suspensas em Natal

23/04/2022


Foto: Reprodução

 

O juiz Artur Cortez Bonifácio nega pedido do Sindicato das Empresas do Transportes Urbanos (Seturn) e empresas de transporte público devem restituir as linhas excluídas como determinou a justiça do Rio Grande do Norte.

Após ação movida pela deputada federal Natália Bonavides (PT) em março, a justiça estadual acatou o pedido da parlamentar e determinou que a Seturn retomasse as linhas de ônibus que haviam sido “extintas”.

Em contrapartida, a prefeitura de Natal e o Seturn haviam recorrido dessa decisão e entraram com pedido de reconsideração, que foi negado pelo juiz Artur Cortez Bonifácio.

Foram suspensas as linhas 68 (Alvorada – Parque das Dunas), 33B (Planalto – Lagoa Seca), 76 (Felipe Camarão – Parque das Dunas) e 593 (Circular Residencial Redinha). Elas foram protocoladas na ação movida por Natália Bonavides.

A retirada das quatro linhas ocorreu durante a pandemia. No entanto, o processo de desligamento aconteceu com outros ônibus, ao todo a Seturn suspendeu cerca de 22 linhas com o argumento de "baixa demanda de passageiros".

Confira as outras linhas desligadas pelas empresas: 01A, 01B, 12-14, 13, 18, 20, 23-69, 30A, 31A, 34, 41B, 44, 48, 57, 65, 66, 81, 587, 588 e 592.