RN registra a menor taxa de ocupação em leitos de UTI Covid-19 desde o início da pandemia

15/03/2022


Foto: Reprodução

 

Após dois anos, o Rio Grande do Norte apresenta a menor taxa de ocupação em leitos de UTI Covid-19 desde o início da pandemia. Além disso, o estado também registrou o menor número de solicitações por leitos. Os dados são da plataforma RegulaRN e foram divulgados nesta terça-feira (15).

O cenário da pandemia segue melhorando para o estado potiguar. Com os novos números, o RN registrou a menor ocupação percentual e em números absolutos nas UTIs desde o início de maio de 2020.

Além disso, o número de solicitações para leitos vem diminuindo desde janeiro e apresenta, atualmente, a perspectiva de estabilidade, pois, é o menor já registrado em quase dois anos.

Ao longo desses dois anos, a doença Covid-19 vitimou mais de 8 mil vidas no estado do Rio Grande do Norte.

De acordo com o Regula RN, o estado tem 98 leitos críticos vagos para pacientes com a covid-19. A fila para a regulação está zerada e a taxa de ocupação nos leitos SUS é de 15,4%. Na região Seridó, a ocupação chega a apenas 6,7%, enquanto o Oeste tem 12,5% e a Metropolitana tem 19,2%.

Ao todo, o Rio Grande do Norte contava com 38 pacientes internados em UTIs Covid. O número é o menor desde o dia 3 de maio de 2020, quando havia 34 pacientes nos leitos críticos. O percentual de ocupação é o menor de toda a pandemia.

Com relação às solicitações por leitos de UTI, a média móvel atual é de 11 pedidos diários, a menor desde 5 de maio de 2020.

Com o atual cenário, a expectativa é que o Rio Grande do Norte continue flexibilizando as medidas restritivas relacionadas à pandemia.