Femurn orienta os 167 municípios a seguir decreto estadual e sinaliza união

19/03/2021


 
 
A Federação dos Municípios do Rio Grande do Norte orientou nesta quinta-feira (18) todas as 167 prefeituras do Estado a seguir as orientações previstas no decreto estadual que amplia as medidas restritivas no combate a covid-19.
 
A recomendação da Femurn enviada aos municípios representa um marco nas relações institucionais e consolida de forma inédita a união entre os poderes Executivo, Legislativo, Judiciário e os órgãos de controle na mesma direção no que se refere à necessidade de medidas mais rígidas para conter a velocidade de transmissão do novo Coronavírus.
 
As novas medidas preveem que apenas os serviços essenciais funcionem entre 20 de março e 3 abril.
 
Outra sinalização importante para o acordo foi a assinatura do decreto estadual em conjunto pela governadora Fátima Bezerra (PT) e o prefeito de Natal Álvaro Dias (PSDB).
 
A união teve participação decisiva dos três Ministérios Públicos, o Estadual, Federal e do Trabalho, que orientaram a ampliação das restrições.
 
Em nota, a Fermurn ressaltou a importância da ação conjunta entre a governadora do Estado, o prefeito de Natal e os gestores dos municípios potiguares.
 
“Na oportunidade, recomendamos que todos os municípios filiados a Federação apoiem também o decreto nº 30.419/2021 e, juntos, façamos um grande esforço de contenção do COVID-19, sobretudo, nos próximos 14 dias”, diz um trecho da nota.
 
O secretário e coordenador do Pacto pela Vida, Fernando Mineiro destacou a união inédita das lideranças estaduais:
 
– Se de um lado a gente vive um dos momentos mais críticos da pandemia no Brasil e no Rio Grande do Norte, de outro essa dura realidade impôs a todas as lideranças políticas do Estado selar uma união inédita consignada em dois atos importantes: primeiro o decreto assinado (em conjunto) pela governadora e pelo prefeito de Natal. E segundo, a nota da Femurn dando apoio a esse decreto com a decisão da diretoria da Femurn orientando todos os prefeitos e prefeitas a seguir o decreto. É um momento difícil, grave, mas esta união nos dá força para poder continuar enfrentando na busca de achatar a curva de transmissibilidade do novo coronavírus no Estado”, disse.

Fonte: Rafael Duarte / Saiba Mais