Geraldo Ferreira: "A pandemia aumenta a espera por cirurgias"

21/08/2020


Segundo o presidente licenciado do Sinmed-RN, médico Geraldo Ferreira, "a Covid-19 perde forças no Estado, puxada pelos excelentes números de Natal. Uma Epidemia tende a se resolver por fatores múltiplos, todos presentes no nosso caso. Com apenas 56% dos leitos de Covid ocupados, mortalidade em queda de 54%, Natal apresenta cerca de 20% testados positivos, o que torna próxima a imunidade social, cerca de seis cepas do novo coronavírus circulando no Brasil, parecem sinalizar mutação e perda da agressividade do vírus".
 
Para Geraldo, "a profilaxia e o tratamento precoce com distribuição de medicamentos parece ter um papel, da mesma forma que a imunidade cruzada com outros coronavírus o que protege parte da população. A flexibilização do isolamento não tem alterado o quadro de controle da pandemia em Natal e no Estado. A chegada da vacina, cada vez mais próxima deverá ser o golpe fatal na pandemia. E agora? Com a pandemia tivemos no Brasil cerca de 81% das cirurgias eletivas canceladas, mesmo cirurgias de câncer tiveram uma queda de 37,7%. No Rio Grande do Norte tínhamos entre 11 e 13 mil procedimentos na fila de espera, que hoje deve ter chegado a 15 mil. As cirurgias eletivas mais frequentes em que os pacientes esperam em fila pelo procedimento são: Catarata, Vesícula, Hérnia, Varizes, Ginecológicas, Adenóide e Amígdalas, Cisto Sacro-Coccígeo e Ortopédicas", lamenta.
 
"A situação é grave e mostra a desassistência cruel na área de média complexidade. É urgente por parte da Prefeitura de Natal e do Governo do Estado a retomada de procedimentos eletivos para amenizar essa espera que pode chegar a anos por uma cirurgia”, assinala.