José Araújo: "Reformas de Temer criarão no país uma escravidão remunerada"

08/05/2017

Por: Cefas Carvalho
Foto: Danniele Freitas

Em entrevista ao programa Jornal Potiguar Notícias, pela PNTV, José Araújo, presidente do SINDIPETRO/RN falou sobre as pautas do sindicato e da conjuntura atual do país.

Sobre a greve geral do dia 28 de abril contra as Reformas da Previdência e Trabalhista, JosÉ Araújo registrou que 98% da categoria dos petroleiros aprovou e aderiu à greve, "atendendo ao chamado das centrais sindicais e dos movimentos populares".

Em relação às reformas que o Governo Michel Temer tenta implementar, Araújo assinala que "este governo está cometendo um crime contra os trabalhadores brasileiros, com a retirada dos direitos trabalhistas. É uma espécie de retorno ao passado escravocrata. Querem implantar no Brasil hoje uma escravidão remunerada", critica.

Sobre a mobilização popular, ele opina que "no período anterior ao golpe que derrubou Dilma Rousseff, os meios de comunicação conseguiram denegrir perante à população a imagem das instituições, que foram perdendo força e credibilidade. Agora que a população está vendo os direitos que estão lhe tirando, estão se conscientizando quanto á necessidade de protestar".