Papo rápido com Flávio Assis

18/06/2013

Por: José Pinto Junior
Qual a missão da Fly Tour?
Oferecer a oportunidade as pessoas que querem viajar com conforto a um preço justo e tirar melhor proveito da viagem.
 
O turismo deixou de ser um luxo para elite?
Mais do que nunca pessoas da nova classe média estão tendo condições de viajar. É comum encontrarmos pessoas que estão voando pela primeira vez. Está mais  democratizado.
 
Não se trata de algo muito caro?
Não. Temos planos acessíveis para Buenos Aires e outros países da América do Sul. Também para a Europa onde pode-se conhecer vários  países. Também dentro do Brasil, onde a nova classe média já desfruta, inclusive porque pode-se dividir e pagar durante o ano.
 
O Rio Grande do Norte perdeu vôos. Como o senhor percebe esta realidade?
Com preocupação. O setor de turismo potiguar espera que sejam recuperados, inclusive porque estamos próximos a um evento mundial. 
 
A Fly Tour também atua no turismo de eventos?
Sim. Inclusive, é de nossa responsabilidade o Congresso Nacional do Ministério Público, que acontece de 30 de outubro a 2 de novembro. Queremos que o turista fique mais tempo entre nós.  

Fonte: Potiguar Notícias