Operação do MPRN e Idema identifica áreas desmatadas em Mossoró e Grande Natal

23/09/2019


Foto: Divulgação/MPRN Área desmatada em Mossoró
 
O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN), em parceria com o Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (Idema) identificaram três áreas devastadas em Mossoró, Nísia Floresta e Macaíba durante a Operação Mata Atlântica em Pé. A fiscalização foi encerrada nesta sexta-feira, 20.
 
Segundo o MPRN, os locais foram desmatados para plantio de cana-de-açúcar. Os proprietários foram identificados e vão ser notificados para se manifestar. No entanto, como os três não têm autorização para a supressão da vegetação emitida pelo Idema, deverão ser autuados para tomar as providências cabíveis.
 
A coordenação nacional dos trabalhos foi conduzida pelo promotor de Justiça Alexandre Gaio, do Ministério Público do Paraná, que atua junto ao Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Proteção ao Meio Ambiente, Habitação e Urbanismo (CAOPMAHU). No RN, a atuação foi conduzida pela coordenadora do Caop Meio Ambiente, Mariana Barbalho, em conjunto com as Promotorias de Justiça de Mossoró, Macaíba e Nísia Floresta.
 
O trabalho de fiscalização foi feito com suporte de satélite e atlas desenvolvidos pela SOS Mata Atlântica e Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE). Entre as metodologias, foram avaliadas imagens comparativas do estado atual dos imóveis e a situação em períodos anteriores.
 
Participaram da operação os Ministérios Públicos de Alagoas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo.