Câmara de Ceará-Mirim debate situação do SUS com secretário estadual de Saúde

23/07/2019


 
A situação do Sistema Único de Saúde-SUS, foi tema de audiência pública na Câmara Municipal de Ceará-Mirim na última quinta-feira 18 de julho.
 
Proposta pelo vereador e Primeiro Secretário da Mesa Diretora da Casa Legislativa, Marcos Farias-PHS, o evento contou com a participação dos secretários estadual e municipal de saúde, Cipriano Maia e Carlos Filho, respectivamente, além de outras autoridades em saúde pública.
 
Segundo o vereador Marcos Farias, a presença de diversas autoridades na área da saúde, dentre outras autoridades presentes na audiência, foi de grande importância para o debate sobre o funcionamento do SUS.
 
“A audiência foi bastante positiva, principalmente porque mostrou que a discussão sobre o Sistema Único de Saúde é suprapartidária e une as categorias profissionais”, observou o parlamentar.
 
Marcos Farias fez questão de lembrar que o SUS é resultado de esforços dos movimentos sociais, forças políticas progressistas e que resistiu ao tsunami neo liberal na década de 90.
 
“A saúde como direito da cidadania e dever do estado, nunca esteve tão ameaçada como agora”, disse o propositor do debate.
 
Marcos Farias disse ainda que considera o SUS um plano de saúde sem igual, mas que muitas vezes é mal administrado por alguns dirigentes que são postos para transformar o sistema em um SUS precário, capturado por troca de políticas partidárias que atende interesses privados com recursos públicos, fragilizando sua sustentação social.
 
O secretário estadual de saúde, Cipriano Maia, agradeceu o convite para participar do debate, e destacou a importância da discussão, como foi pontuada pelo vereador Marcos Farias.
 
“Realmente nós vivemos um contexto extremamente desafiador para a consolidação e o avanço do SUS. O SUS, que foi uma conquista da sociedade brasileira, produto de lutas sociais das quais eu participei desde quando era estudante, que teve um momento importante para sua formulação na 8ª Conferência Nacional de Saúde no ano de 1986, e eu já estava lá como sindicalista da saúde”, ressaltou Cipriano Maia.
 
O secretário fez uma explanação do sistema SUS desde sua implementação até os dias atuais.
 
“Na verdade, o desafio que nós temos no SUS hoje é fazer com que ele seja reconhecido como um sistema que garanta direito, que atenda os interesses da cidadania, e que portanto precisa ser reconhecido e financiado adequadamente”, disse o secretário estadual de saúde.
 
O presidente da Câmara, vereador Ronaldo Venâncio, destacou a importância do evento, e fez questão de lembrar que, diferentemente de governos anteriores, em menos de sete meses, dois secretários de estado estiveram prestigiando eventos da Câmara de vereadores, o que demonstra a atenção que o governo de Fátima Bezerra tem tido para com Ceará-Mirim.
 
Na oportunidade, Ronaldo destacou dois encaminhamentos, um que diz respeito a implantação do Programa do SAMU e o outro do programa Visão de Futuro.
 
A audiência também contou com a participação dos Conselhos Estadual e Municipal de Saúde, UFRN, representantes dos deputados estadual Francisco do PT e federal Natália Bonavidades, além de órgãos e instituições ligadas à saúde e a população em geral.