Isolda Dantas presta solidariedade à sindicalista Marleide Cunha

22/03/2019


Foto: João Gilberto
 
A deputada Isolda Dantas (PT) apresentou voto de desagravo a presidenta do Sindicato dos Servidores de Mossoró, Marleide Cunha, que teve título de Persona Non Grata aprovado pela Câmara Municipal de Mossoró na tarde da quarta-feira (21) passada. De acordo com informações publicadas na imprensa, a proposta apresentada teve como justificativa a série de ataques pessoais liderados pela sindicalista contra vereadores.
 
“Ontem, em ato infeliz, os vereadores da Câmara Municipal de Mossoró votaram uma moção determinando que Marleide Cunha, presidente do sindicato, era Persona Non Grata. Lamentei muito porque tenho muita honra de ter estado naquela Casa e até hoje mantenho vínculos políticos e defendo como um poder fundamental para Mossoró. Mas ontem esse Poder se apequenou quando resolve e se resigna tempo para votar contra uma pessoa que representa mais de 3 mil cidadãos em Mossoró”, explicou a deputada no plenário da Assembleia Legislativa nesta quinta-feira (21).
 
Para Isolda Dantas o ato representa perseguição aos movimentos sociais. “E isso não aceitamos e nem podemos nos calar. Esse é o resumo dessa opera”, disse. Declarada Persona Non Grata, a sindicalista não poderá receber títulos ou honraria no âmbito da municipalidade e nem mesmo ocupar o plenário da casa ou participar de outras atividades realizadas pela Casa Legislativa de Mossoró.