Sesap divulga novo boletim da SIM-P/SIM-A no RN

18/03/2022


Foto: Reprodução

 

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) divulgou o mais recente boletim da Síndrome Inflamatória Multissistêmica Pediátrica (SIM-P) e em adultos (SIM-A), temporalmente associada à Covid-19. Com relação à SIM-P, desde 2020, foram notificados, no RN, 59 casos suspeitos, dos quais 23 foram confirmados, 27 descartados e 9 permanecem em investigação.
 
O maior número de notificações de casos confirmados ocorreu no período de 09 a 15 de agosto de 2020. Em 2022, ainda não houve notificações. Dos casos notificados, dois pacientes foram a óbito, sendo um confirmado e o outro descartado para a SIM-P, ambos residentes de Natal.
 
Os casos confirmados são em maioria do sexo masculino, na faixa etária de 5 a 14, anos, seguindo, assim, a tendência internacional que aponta um predomínio da SIM-P em crianças maiores, na faixa etária de 5 a 13 anos.
 
Com relação aos sinais e sintomas os mais frequentes foram: dores abdominais (74%), náuseas/vômitos (65%), dispnéia (57%), edema de mãos e pés (52%), saturação de oxigênio <95% (57%) e edema de mãos e pés (52%). São sinais e sintomas facilmente encontrados em outras situações patológicas, o que requer uma análise de diferentes especialidades para confirmação dos casos.
 
As notificações ocorreram em sua maioria nas unidades públicas (87%), com destaque para o Hospital Maria Alice Fernandes (59%) e Hospital Onofre Lopes (23%). Quanto aos privados só ocorreram notificações no Hospital Wilson Rosado (10%) e Hospital do Coração (1%). Com relação à unidade filantrópica, o Hospital Infantil Varela Santiago com 3% das notificações.
 
SIM-A
 
Desde junho de 2020, vários casos vêm sendo relatados sobre a Síndrome Inflamatória Multissistêmica em Adultos (SIM-A), temporalmente associada à Covid-19. Em todo o mundo, até o momento, foram identificados 221 casos, em investigação realizada pelo Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos.
 
No Rio Grande do Norte, houve duas notificações para SIM-A, uma em processo de investigação e a outra confirmada. O caso confirmado trata-se de paciente do sexo feminino 37 anos, residente de Natal, que apresentou contato com caso confirmado para Covid-19 em março de 2021. Esteve internada em abril de 2021 e recebeu alta, com segmento ambulatorial com cardiologista e infectologista. 
 
Diante da complexidade da SIM-P/SIM-A, a Sesap reforça a importância de que os municípios que apresentem casos suspeitos ou confirmados para essas síndromes estabeleçam vínculo com esses pacientes, estando atentos para possíveis necessidades de acompanhamento por especialistas, bem como para a necessidade de acesso a exames de diagnóstico.