Com risco de perder mandato, Arthur do Val fala sobre denúncia de “importunação sexual”

11/03/2022


Foto: noticias.r7.com

 

Em pronunciamento enviado ao portal Terra, nesta quinta-feira (10), o deputado estadual Arthur do Val (sem partido-SP) comentou sobre um caso de 2016, quando foi acusado por uma jovem de 17 anos por “importunação sexual” durante uma ocupação de estudantes em uma escola em Curitiba. O caso foi reavivado após a fala sexista do parlamentar sobre as mulheres ucranianas na última semana. 

 

Na oportunidade, “Mamãe Falei”, que foi desfiliado do Podemos e está enfrentando 12 processos de cassação na Assembleia Legislativa de São Paulo, fazia vídeos para o seu canal no Youtube sobre protestos de estudantes paranaenses contra a reforma no ensino médio. Durante uma das gravações de Do Val, uma moça fez uma denúncia contra o ex-MBL, declarando que ele chamou as alunas de "gostosas" e passou a mão em um de seus seios e em sua cintura.

 

Em sua defesa, “Mamãe Falei” afirma que trata-se de uma "falsa acusação” de estupro que foi levantada contra ele, na medida em que sequer encostou na suposta vítima, e que ganhou o caso. Ademais, o deputado ressalta que foi agredido e envolvido em uma cilada de cunho político. "Me agrediram, destruíram minha câmera e um advogado petista induziu duas meninas e me acusarem de estupro"

 

De acordo com o levantamento que o Terra fez sobre o processo, a informação auferida é que ele acabou arquivado devido à "falta de justa causa para a ação penal". Em entrevista à Rede Record, “Mamãe Falei” afirma que perdeu tudo pelo que classificou como o “maior erro da vida” e já dá como certa a perda do mandato.