Hotelaria no RN se recupera, mas ainda registra menos de 50% de ocupação

09/07/2021

Por: CEFAS CARVALHO
 
 
A vacinação no estado em avanço lento, mas progressivo, no Rio Grande do Norte e no Brasil permite que o setor do turismo consega visualizar pequena melhora econômica e possibilidades para o segundo semestre de 2021. 
 
No mês de junho passado, a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do RN (ABIH-RN) constatou uma ocupação hoteleira de 43% na capital Natal, e de 41% em Pipa/Tibau do Sul. Além de uma perspectiva de média de 51% para julho.
 
Comparados com o mesmo período do ano anterior, o aumento foi de mais de 95%, quando a grande maioria dos estabelecimentos hoteleiros se encontravam fechados nesse período por causa da pandemia do coronavírus e só começaram a reabrir gradualmente apenas em outubro.
 
Não deixa de ser um número positivo mas a porcentagem ainda é pequena para essa temporada, não obstante ainda estarmos na pandemia. Os empresários do setor registram que não é suficiente para manter os estabelecimentos e a folha de empregados. 
 
Especialistas estipulam que o turismo só volte as condições da época pré-pandemia em meados de 2023. "Até lá, muitos hotéis vão quebrar", disse um empresário do ramo à reportagem do PN