Após se negar a usar máscara, homem espanca mulher em padaria em São Paulo

15/06/2021

Por: Otávio Albuquerque
Foto: Uol Notícias

 

Nesta terça-feira, em Palmares Paulista, no interior de São Paulo, uma atendente de padaria foi agredida e teve seu braço quebrado por um cliente, após pedir para que ele colocasse a máscara protetora contra covid-19. A funcionária teve seu rosto atingido com uma joelhada, além de agressões com chutes no braço e nas pernas.


Conforme declarações da funcionária que sofreu a violência, o cliente, o qual foi identificado como Márcio Roberto Rodrigues, de 45 anos, estava com a máscara abaixo do nariz e, ao ser alertado por ela sobre o uso correto do elemento protetivo, ficou agressivo e desferiu os ataques.


Na sequência, a mulher, assustada, saiu correndo pela área exclusiva dos funcionários da padaria, mas foi perseguida pelo homem, que a atingiu com uma rasteira e uma joelhada na sua face. Segundo a funcionária, ainda, ela conseguiu fugir para outra padaria vizinha, mas foi alcançada pelo agressor que, além de continuar a golpeá-la, bateu também no dono do comércio.

 

Depois das agressões, Adriana foi conduzida ao hospital de Catanduva (SP), onde teve que passar por uma intervenção cirúrgica decorrente das lesões no braço. O agressor, por sua vez, foi levado à delegacia, mas, na presença do advogado, foi liberado e não concedeu depoimento.