"A Petrobras está sendo destruída", afirma sindicalista

27/01/2021

Por: Redação PN

 

 

         Nesta quarta-feira (27), no jornal Potiguar Notícias - Primeira Edição, a professora Andrezza Tavares entrevistou Márcio Dias, diretor do SINDIPETRO/RN (Sindicato dos Petroleiros do Rio Grande do Norte), que falou sobre os desafios da instituição neste ano de 2021, além da situação da Petrobras no estado.

         Segundo o diretor da entidade, o sindicalismo brasileiro, inserido neste momento de crise sanitária e econômica, precisa encontrar meios para sobreviver. Para ele, o Brasil passa pelo pior período da história republicana, que afetou todas as instãncias sociais e os sindicalistas também foram acometidos.
 

         No que se refere ao diálogo estabelecido pelo sindicato e a sociedade, o diretor salienta: "as conversas com setores da sociedade, sejam políticos ou empresariais, são frequentes. Na verdade, nesse momento em que o Brasil é tomado pelo discurso do ódio, precisamos manter um diálogo promissor com movimentos progressistas e pessoas minimamente racionais".

          Em relação à situação da Petrobras no estado, o sindicalista ressalta: "daqui para o fim do ano, a Petrobras deixará de existir no Rio Grande do Norte. A única coisa que restará aqui é um escritório para resolver algumas pendências, tendo em vista que as privatizações e terceirizações estão destruindo esse patrimônio brasileiro. Em outras palavras, além da produção ter caído bastante, as perspectivas no setor de petróleo para este ano são as piores possíveis", finaliza. 

 

Para assistir à entrevista, acesse o link: https://youtu.be/X3BkI1jP-y8