Mulher é morta por reclamar de fogos de artifício em Marcelino Vieira

04/06/2019

Por: Redação PN
Foto: Reprodução
A Polícia Civil de Marcelino Vieira confirmou que no final da tarde desta segunda-feira, 3, uma mulher de 58 anos foi morta na calçada e casa na comunidade de  Panati, zona rural do município.
 
O delegado Paulo Cesário acionou a equipe do ITEP, de Pau dos Ferros, e também a Policia Militar, para iniciar os trabalhos de investigação do caso. O suspeito, de 69 anos, foi preso em flagrante.
 
A vítima é a servidora pública Maria Zeneide da Silva Costa, conhecida na região por Maria de Biró. Já o acusado é o vizinho dela, o agricultor aposentado Manoel José da Silva, o Manoel de Deca.
 
O motivo do crime
 
O MOSSORÓ HOJE apurou que Maria de Biró não gostava quando Manoel de Deca soltava fogos de artifício, pois assustava animais e aves em seu terreiro. Os dois discutiram várias vezes.
 
Manoel de Deca estava embriagado na tarde desta segunda-feira, quando novamente começaram a discutir. Maria de Biró teria atirado pedras em Manoel de Deca, que por sua vez buscou a espingarda em casa e a matou.
 
Maria de Biró estava na calçada de casa, quando foi baleada na cabeça e caiu já sem vida. 
 
Investigação e prisão
 
O corpo de Maria de Biró foi removido para exames na sede do ITEP, em Pau dos Ferros. Já Manoel de Deca foi localizado e preso pela Policia Civil em parceria com a Policia Militar.
 
Em contato com o MOSSORÓ HOJE, o delegado Paulo Cesário disse que vai deixar para tomar o depoimento do acusado nesta terça-feira, considerando que neste momento aparente está muito embriagado.
 
Paulo Cesário dispõe de 30 dias para concluir as investigações e remeter o processo a Justiça.

Fonte: Mossoró Hoje