Fernando Cunha Lima: Estamos arrumando a casa em Macaíba

30/07/2013

Por: Potiguar Notícias
Em entrevista ao jornalista José Pinto Junior, o prefeito de Macaíba, Fernando Cunha Lima falou sobre sua administração, obras e projetos para o município. Confira:
 
Qual a sua opinião e sua avaliação desse debate sobre a duplicação da Reta Tabajara?
Sobre a duplicação da via, o diretor do DNIT foi bem claro quando ele disse: “Se a gente quisesse fazer uma estrada de ‘plasma e de sangue’ a gente desistia porque já houve muitas mortes”. Desde 2007, Walter, que foi secretário de Parnamirim, disse que tem um estudo de tráfego justificando essa duplicação e ainda bem que está saindo agora porque cada dia nós vemos mais mortes e acidentes e antes de terminar o meu mandato em 2008, o estudo de tráfego já havia sido feito para que a duplicação fosse realizada.
 
O Sr. fez um questionamento sobre o acesso a UPA, que passará a ser do outro lado da BR. No caso de São José de Mipibu, como não foi colocado passarela, muitas pessoas morreram também. É essa a preocupação da gestão municipal em relação ao pedestre que precisa atravessar a BR?
A nossa maior preocupação não é só o pedestre, porque a UPA que foi inaugurada, desde 2010  estava funcionando precariamente no hospital, atendendo uma média de 300 pacientes por dia e nós esperamos que essa média suba para 500 pacientes por dia, não só de Macaíba, mas também de toda região, como Bom Jesus, Vera Cruz, Parque, São Gonçalo.  A duplicação facilitará aos que forem para a UPA de carro também, pois atualmente gasta-se um bom tempo para atravessar a BR. A partir de sábado, o hospital não irá mais atender casos comuns. Quando a reforma terminar, só serão atendidos casos de parto, ligamento ou cirurgias. Por isso é preciso garantir a travessia desses casos urgentes.
 
Qual o foco da sua gestão, que está agora no seu primeiro semestre?
Nós estamos arrumando a casa. O nosso foco continuará sendo o desenvolvimento com capacitação. Vamos retornar a área da saúde como eu deixei em 2008. Estamos investindo muito na educação e na capacitação. Também estamos investindo em um grande projeto de fazer vias para o progresso de Macaíba. Ou seja, vias largas para que no futuro de Macaíba, com o crescimento da cidade, a mobilidade seja garantida.
 
O município de Macaíba fica apenas a 7 km de São Gonçalo, onde terá o novo aeroporto. O que o município ganha com essa aproximação?
O município já está ganhando muito progresso. O setor habitacional e do comércio tendem a crescer, contribuindo com a economia. Recentemente, nós tivemos aqui uma reunião com a deputada Fátima e o Ricardo Motta, uma audiência pública, com os vereadores e o presidente da Câmara, para que justamente, como aqui existe o Colégio Agrícola de Jundiaí e possui 1000 hectáres, nós queremos que seja criado um Centro Avançado que capacite não só o povo de Macaíba, mas também o povo de Vera Cruz, Bom Jesus e cidades vizinhas que precisam se deslocar até Natal para poderem estudar. Inclusive, a reitora Ângela Paiva esteve presente na reunião e eu acredito que dará tudo certo.

Fonte: Potiguar Notícias