“É torcida e não pesquisa”, afirma Flávio Bolsonaro sobre números do Datafolha

24/06/2022


Foto: revistaforum.com.br

 

Através de sua conta no Twitter, nesta quinta-feira (23), o senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ) comentou a respeito da última pesquisa do Datafolha, divulgada ontem, em que o ex-presidente Lula (PT) aparece com larga vantagem em relação a Jair Bolsonaro (PL). De acordo com o parlamentar, o levantamento feito pelo instituto estabelece uma torcida contra o atual chefe do executivo federal. 

 

Apesar de não ter apresentado provas, o senador, também conhecido como filho “01” do presidente, argumenta que a fala de Lula no que tange ao aborto deveria significar uma queda do petista entre os evangélicos. "Quer dizer que o Lula defende o aborto em rede nacional e a pesquisa mostra que ele não cai entre os evangélicos? Isso não é pesquisa, é torcida contra Bolsonaro", escreveu o senador.

 

A senadora Simone Tebet (MDB-MS), outra postulante ao Palácio do Planalto, também foi às redes sociais para falar acerca da pesquisa. Deixando de lado uma possível fraude da pesquisa, a emedebista criticou o fato dos rivais sempre estarem mais em evidência que os problemas do país. "Triste um país que tem que escolher entre a corrupção do petrolão e a corrupção da educação. Precisamos falar menos de Lula e Bolsonaro e falar mais de Brasil. Chega dessa briga toda. O Brasil precisa de paz e união”, disse a parlamentar. 

 

De acordo com os números apresentados na pesquisa, o ex-presidente Lula segue na liderança das intenções de voto e, levando em consideração a margem de erro, poderia vencer no primeiro turno. O petista tem 47% da preferência contra 28% de Jair Bolsonaro.