"A única chance de acabar a guerra agora é com um encontro entre mim e Putin", diz Zelensky

25/05/2022


Foto: poder360.com.br

 

Em entrevista ao canal japonês NHK, nesta terça-feira (24), Volodymyr Zelensky, presidente da Ucrânia, falou sobre a possibilidade de restabelecimento das negociações de paz com a Rússia. De acordo com o mandatário, todavia, as tratativas de cessar-fogo só serão novamente viáveis se o país vizinho devolver os territórios que foram tomados. 

 

Conforme palavras de Zelensky, que tem assumido um tom bélico nas últimas semanas, as regiões separatistas de Donbass e da Crimeia pertencem à Ucrânia e que, portanto, precisam ser devolvidas ao país. "Para cada ucraniano, a vitória é o retorno dos territórios.Acreditamos que a Crimeia e o Donbass são nossos territórios. Estamos lutando por nós mesmos. A partir daí, nos propomos sentar novamente à mesa de negociações e acordar a paz, o fim da guerra e o retorno de nossos territórios", ressaltou.

 

No que concerne à Donbass, Zelensky explica que a situação é extremamente difícil, uma vez que as tropas russas estão presentes em grande número e prontas para atacar a qualquer momento. Segundo o líder ucraniano, os russos estão dispostos a “destruir tudo” e as cidades mais afetadas são Lyman, Popasna, Severodonetsk e Slovyansk. 

 

"Na interceptação de suas conversas, sentimos que eles estão bem cientes de que esta guerra não tem sentido para a Rússia e que estrategicamente seu exército não tem chance. Mas é preciso tempo e esforço extraordinários de nosso povo para quebrar sua vantagem na quantidade de equipamentos e armas", disse Zelensky na exposição aos jornalistas. 

 

Por fim, Zelensky afirmou que a única chance de acabar com a guerra neste momento é um encontro pessoal entre ele e Vladimir Putin, sem a presença de emissários. "Não aceito nenhum encontro com mediadores russos, mas apenas com o presidente Vladimir Putin, e deve haver apenas uma questão na mesa: para acabar com a guerra", concluiu.