“Bolsonaro se perdeu; eu voto nele por falta de opção”, afirma Weintraub

25/04/2022


Foto: oglobo.globo.com

 

Através de uma live no Instagram, na noite deste domingo (24), Abraham Weintraub, ex-ministro da Educação, falou sobre as eleições de outubro e aproveitou para fazer críticas diretas ao presidente Jair Bolsonaro (PL). De acordo com o ex-responsável pela pasta da educação, o atual chefe do executivo federal “se perdeu”, sobretudo quando se envolveu com os políticos do chamado centrão. 

 

Embora reconheça que Bolsonaro mudou em relação à sua postura durante a campanha à presidência em 2018, Weintraub considera uma possível chantagem que o mandatário venha sofrendo do centrão, uma vez que, supostamente, os parlamentares desse bloco conheceriam fatos que pudessem comprometê-lo. "Bolsonaro foi sequestrado e acho que está sendo chantageado por esse pessoal com ameaças de prisão, como eu fui. Como eu não fiquei com medo foram atrás dos meus filhos, podem ter ido atrás da família dele. E ele não está totalmente isento de culpa”, declarou o ex-ministro. 

 

Durante a exposição, Weintraub, acompanhado do ex-ministro Ernesto Araújo, relembrou sua saída do Ministério da Educação e, em tom pessimista, dos conselhos que deu a Bolsonaro, principalmente no sentido de não se envolver em corrupção. "Sou pessimista em relação ao presidente, porque quem anda com bandido ou vira bandido ou vira estraçalhado e eu o aconselhei a não roubar. Agora vê quanto enrosco tem lá”, enfatizou. 

 

Por fim, no que se refere às eleições presidenciais, Weintraub reitera que vai votar no atual mandatário, mas que isso se dará apenas por falta de opção e não mais por motivação ideológica. "Nunca disse que vou votar no Lula ou em outro candidato se não o presidente Bolsonaro, mas falo que agora é por falta de alternativa, ele virou um personagem", disparou.