Sete partidos poderão ficar impedidos de lançar candidaturas em 2022

29/03/2022


Foto: Reproduçao
O Ministério Público Eleitoral pediu a suspensão de diretórios de sete  partidos no Rio Grande do Norte. A ação para suspensão das legendas ocorre devido a chamados de ações de suspensão de anotação de órgão partidário – se baseiam em irregularidades nas prestações de contas das eleições e dos exercícios financeiros entre 2018 e 2020.
 
Os partidos foram: Avante, Partido da Causa Operária (PCO), Partido da Mobilização Nacional (PMN), Partido da Mulher Brasileira (PMB), Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), Partido Trabalhista Cristão (PTC) e Patriota. De acordo com ação o diretório regional do Avante não prestou as contas das eleições de 2018. Já o PTB das de 2020. Já os partidos Patriota e PMN não prestaram contas do exercício financeiro de 2018. O PCO as contas de 2019. Enquanto o PTC não prestou contas dos exercícios financeiros de 2018 e 2020. Já o PMB não cumpriu a obrigação em relação às eleições de 2020 e ao exercício financeiro de 2018.
 
Se o pedido for deferido pela Justiça, os partidos podem ficar impedidos de lançar candidaturas nas próximas eleições.