Em 5 anos, 137 pessoas morreram em acidentes na BR-304 no RN

25/03/2022


Foto: Divulgação

 

Nos últimos cinco anos, a BR-304 – segunda maior rodovia do Rio Grande do Norte – registrou 137 óbitos em acidentes. Os dados são da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

A BR-304 tem 267 quilômetros de extensão e liga Natal a Mossoró – as duas maiores cidades do estado.

Entre 2017 e 2022, foram 514 acidentes notificados, segundo o levantamento. Entre janeiro e março deste ano, foram 18 acidentes, com 6 óbitos registrados.

O caso mais recente de morte ocorreu na última quarta-feira (23). Uma colisão frontal entre dois veículos – no Km 64, em Mossoró – vitimou uma pessoa e outras três ficaram feridas. Na ocasião, um carro modelo Gol bateu em um Jeep Compass, que saiu da pista e desceu a ribanceira. O motorista do gol morreu na hora, preso às ferragens. Os três ocupantes do Jeep Compass tiveram ferimentos e foram socorridos em Mossoró.

Conhecido como Reta Tabajara, o trecho entre o Km 281 e o Km 308, em Macaíba, é considerado um ponto crítico, visto que recebe um volume diário superior a 50 mil veículos.

Em 2015, a obra de duplicação deste trecho foi licitada e iniciada em janeiro de 2016. Entre 2017 e 2019, a obra passou dois anos paralisada a pedido do Tribunal de Contas da União.

O valor total do investimento do governo federal é de R$ 420 milhões, e, de acordo com o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), está com 51,34% de execução concluída.

E expectativa é que, até abril de 2022, ocorra a entrega de 4 quilômetros de pista duplicada e mais 10 km até o final do ano.

Outro trecho – conhecido como Travessia de Macaíba, que tem cerca de 2,6 quilômetros – e a implantação de marginais ficarão para o próximo ano. A duplicação dos demais lotes da BR-304, entre o RN e o estado do Ceará, ainda não tem previsão.