“Estamos fazendo as contas para ver se Bolsonaro ganha ainda no primeiro turno”, diz Ciro Nogueira

17/03/2022


Foto: oglobo.globo.com

 

Em entrevista ao programa Conversa com Bial, da Rede Globo, Ciro Nogueira (PP-PI), ministro da Casa Civil, fez uma análise sobre o pleito presidencial deste ano, sobretudo no que se refere às chances de reeleição do presidente Jair Bolsonaro (PL). Apesar de estar em dissonância com os números das últimas pesquisas, de acordo com Nogueira, é possível que o atual chefe do executivo federal vença ainda no primeiro turno do pleito. 

 

Como forma de fomentar seu parecer, Ciro Nogueira relembra que todos os presidentes desde a redemocratização, em 1988, foram reeleitos. Ademais, o líder do centrão, devido ao crescimento de Bolsonaro nas últimas pesquisas, suscitou a possibilidade do mandatário vencer a corrida ao Palácio do Planalto no primeiro turno. 

 

"Eu tenho uma previsão. Muita gente acha que, daqui a dois meses, o presidente já vai estar em empate com o Lula. Nas convenções, já vai estar na frente. Mais perto da eleição, nós vamos fazer as contas [para ver] se ele ganha no primeiro turno. Minha previsão é essa, pelas pesquisas que nós temos em mãos", afirmou o ministro. 

 

No que concerne à confiabilidade das urnas eletrônicas, sempre contestada por Bolsonaro, Nogueira discorda do mandatário, ressaltando que o sistema eleitoral é pautado pela idoneidade. Todavia, o ministro salienta que, embora confiáveis, precisam ser vigiadas permanentemente. “Elas (as urnas) são confiáveis, mas podem ser fraudadas. É preciso haver uma vigilância constante”, disse. 

 

Em relação à possibilidade de alguém da chamada “terceira via” crescer nas pesquisas, Nogueira apontou que nenhum dos candidatos que compõem esse grupo estabeleceu uma relação de confiança com o eleitor. “Não tem ninguém capaz de incorporar um sentimento. As pessoas que se apresentaram, como o Moro, não passaram confiança, as pessoas sentiram um aproveitador de momento. Nós temos dois candidatos com percentual de votos muito alto e uma rejeição muito alta. O segundo turno já começou”, concluiu.