Tensão na Ucrânia: jogadores brasileiros pedem ajuda para deixar o país com suas famílias

24/02/2022


Foto: Reprodução

 

Em vídeo publicado nas redes sociais, jogadores brasileiros que atuam no futebol da Ucrânia solicitaram ajuda do governo brasileiro para sair do país após o início dos bombardeios das tropas militares russas em território ucraniano. Os atletas – que jogam no Shakhtar Donetsk e no Dynamo de Kiev – estão em um hotel na capital do país junto com suas famílias.

No grupo, estão presentes os 12 jogadores brasileiros do Shakhtar Donetsk, além de dois atletas – também brasileiros – do Dynamo de Kiev.

No vídeo, os jogadores aparecem com suas famílias, incluindo duas crianças.

“A gente tá aqui pedindo ajuda pra vocês através desse vídeo devido à falta de combustível que existe na cidade, fronteira fechada, espaço aéreo fechado, não tem como a gente sair. A gente pede muito apoio ao governo do Brasil, que ele possa nos ajudar. E espero que vocês possam nos ajudar promovendo esse vídeo pra que ele possa alcançar o maior número de pessoas possível”, disse Marlon, zagueiro de 26 anos, ex-jogador do Fluminense.

Segundo relatos, os times ucranianos não esperavam pelo ataque – ou até esperavam, mas somente na fronteira. Os clubes ainda não se posicionaram a respeito da situação de seus atletas estrangeiros, mas se sabe que a maior parte está com os familiares em hotéis ou bunkers.

O trio de brasileiros que atua no Zorya também usou as redes sociais para fazer um apelo às autoridades brasileiras. O clube em que jogam tem raízes em Lugansk, mas não atua mais na região separatista há anos. Os atletas estão na cidade de Zaporizhzhya.

“Temos as situações que as fronteiras estão fechadas, o espaço aéreo não está operando mais. Peço a ajuda de vocês para que o vídeo possa chegar nas autoridades brasileiras e na embaixada da Ucrânia também”, disse o defensor Juninho.

Foto: Reprodução