Paralisação da Polícia Civil entra no 3º dia no RN

09/02/2022


Foto: Reprodução

Após reuniões entre Governo do RN, entidades sindicais e membros do judiciário, os policiais civis e delegados do Rio Grande do Norte decidiram que vão continuar a paralisação iniciada na última segunda-feira (7).

Na reunião, o estado afirmou que vai esperar o julgamento da Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI), que julgará se o ADTS é um benefício legal, contudo, os policiais temem a suspensão do  pagamento do Adicional por Tempo de Serviço (ADTS).

O vice-governador Antenor Roberto explicou que ficou acordado entre as partes que o Ministério Público do RN, dará um parecer para modular os efeitos da decisão caso o TJRN determine a inconstitucionalidade da matéria. Na prática, segundo Antenor, a modulação seria uma transição de ADTS para vencimentos, o que não acarretaria em perdas salariais.