Seap registra pelo menos 103 presidiários e 30 policiais penais com Covid no RN

24/01/2022


Foto: Divulgação

 

A Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) do Rio Grande do Norte confirmou 103 casos de Covid entre os detentos de nove unidades prisionais do estado pelo menos até o último sábado (22). Trinta policiais penais estão afastados dos serviços por causa da doença.

Considerando casos suspeitos, o número aumenta, já que os detentos das celas pelas quais foram detectadas as infecções foram isolados para observação.

Neste domingo (23), a Seap suspendeu as visitas presenciais na Penitenciária Estadual do Seridó, localizada em Caicó.

De acordo com os dados recebidos pela equipe de saúde da Seap, os internos doentes apresentam sintomas comuns da Covid, como tosse, dor de cabeça, garganta irritada e dores pelo corpo. Entretanto, não houve relato de perda de paladar ou olfato.

Por meio de nota, a Seap informou que “O quadro de saúde em geral é estável. A Seap determinou que os presos enfermos recebam alimentação dobrada”.

Os privados de liberdade estão em celas isoladas das demais para que se possa evitar a transmissão da doença. Segundo a Seap, a suspensão das visitas ocorre pelo mesmo motivo, garantindo assim a segurança dos servidores, dos presos e de suas famílias.

A secretaria determinou ainda a apresentação do passaporte vacinal obrigatório para quem precise ter acesso às unidades prisionais e demais prédios da administração penitenciária.

Confira abaixo as unidades que estão com visitas suspensas:

- Penitenciária Estadual de Alcaçuz (Nísia Floresta)
- Penitenciária Rogério Coutinho Madruga (Nísia Floresta)
- Central de Recebimento e Triagem de Parnamirim
- Cadeia Pública de Ceará-Mirim
- Cadeia Pública de Caraúbas
- Penitenciária Agrícola Mário Negócio (Mossoró)
- Penitenciária João Chaves Masculino (Natal)
- Centro de Detenção Provisória Feminina de Parnamirim
- Cadeia Pública de Nova Cruz
- Penitenciária do Seridó (Caicó)

A Seap informou que a suspensão de visitas na penitenciária do Seridó, em Caicó, se deu porque a ocupação de leitos de UTI para Covid no município atingiu 90% da capacidade.

Ainda segundo a Seap, as direções das unidades foram orientadas a manter contato com os familiares dos internos doentes para atualizar a situação de saúde dos detentos.