Pela terceira vez, Banco do Brasil é eleito o mais sustentável do mundo

21/01/2022


Foto: Fernando Bizerra / Agência Senado

 

O Banco do Brasil (BB) foi eleito o banco mais sustentável do mundo pelo ranking Global 100, da empresa de pesquisa canadense Corporate Knights. O BB havia conquistado a liderança no segmento bancário em 2019 e em 2021.

Na última década, o Banco do Brasil apareceu no ranking das 100 corporações mais sustentáveis do mundo em sete. Considerando apenas as companhias brasileiras, o banco foi a empresa mais bem posicionada, ocupando a 21ª posição geral de sustentabilidade em todo o mundo.

De acordo com a Corporate Knights, a carteira de negócios sustentáveis do Banco do Brasil – que atualmente conta com saldo superior a R$ 282 bilhões – foi o ponto chave para a classificação no ranking. Formada por linhas de crédito que financiam atividades com retorno socioambiental, a carteira é sujeita a avaliação independente e utiliza critérios internacionais para definição de projetos e empreendimentos sustentáveis. Dentre os segmentos financiados pela carteira, estão os seguintes setores: energias renováveis, eficiência energética, construção, transporte e turismo sustentáveis, água, pesca, floresta, agricultura sustentável, gestão de resíduos, educação, saúde e desenvolvimento local e regional.

O ranking foi divulgado no encontro anual do Fórum Econômico Mundial, evento que reúne líderes mundiais e empresários em Davos, na Suíça. Lançado em 2005, o ranking Global 100 lista as cem grandes corporações mais sustentáveis do planeta. Ao todo, foram mais de 7 mil empresas avaliadas – todas com receita anual acima de US$ 1 bilhão.

O ranking Global 100 analisa as dimensões econômica, ambiental e social de grandes corporações. Baseando-se em dados públicos divulgados pelas empresas, a pesquisa leva em conta 21 indicadores de desempenho. Entre esses indicadores, estão os seguintes: gestão financeira, de pessoal e de recursos; receita obtida de produtos e de serviços com benefícios sociais e/ou ambientais; e desempenho da cadeia de fornecedores.

O Banco do Brasil faz parte de índices de bolsas de valores que consideram empresas sustentáveis considerando o ponto de vista social e ambiental, como o Dow Jones Sustentability Index, da Bolsa de Nova Iorque, nas categorias mercados globais e emergentes, o FTSE Good Index Series, da Bolsa de Londres, e o Índice de Sustentabilidade Empresarial da B3, a bolsa de valores brasileira.