“Bolsonaro diria para as pessoas não olharem para cima”, afirma diretor do filme da Netflix

17/01/2022


Foto: brasil247.com

 

Nesta segunda-feira, Adam McKay, diretor do filme “Não Olhe para Cima”, sucesso recente da plataforma de streaming Netflix, utilizou suas redes sociais para afirmar que Jair Bolsonaro (PL), presidente do Brasil, teria a mesma atitude negacionista da personagem da atriz Meryl Streep, a qual interpreta a mandatária dos Estados Unidos. De acordo com o cineasta americano, “Bolsonaro definitivamente diria para as pessoas não olharem para cima. Nenhuma dúvida”. 

 

A motivação da publicação para Adam Mackay, que, por meio do longa-metragem, demonstrou a ascensão do negacionismo em escala mundial, foi o artigo intitulado "Na eleição, olhe para cima: pense no dia seguinte" de autoria de Ciro Nogueira (PP-PI), ministro da Casa Civil. No texto, o político do centrão estabelece uma comparação do PT e Lula com o cometa "destruidor de planetas" retratado no filme.

 

Em resposta ao artigo de Nogueira, o qual já foi apoiador dos governos petistas, Gleisi Hoffmann (PT-PR), deputada federal e presidente nacional da legenda, classificou o texto como “mentiroso”. Segundo a parlamentar, trata-se de “uma narrativa terrorista do governo do terror”. 

 

No enredo de Não Olhe para Cima, Leonardo di Caprio e Jenifer Lawrence são dois cientistas que tentam alertar as pessoas sobre uma ameaça iminente de destruição do mundo. A partir de uma crítica às posturas negacionistas, o diretor apresenta personagens, nos âmbitos social, político e midiático, que estão em dissonância às comprovações científicas e incitam as pessoas a não acreditarem nos fatos.