“Volta do PT seria guinada à Venezuela”, diz Ciro Nogueira

17/01/2022


Foto: cnnbrasil.com.br

 

Neste domingo (16), em um artigo publicado no jornal O Globo, Ciro Nogueira (PP-PI), ministro da Casa Civil, fez uma análise sobre a corrida presidencial de 2022, sobretudo no que se refere ao provável retorno do Partido dos Trabalhadores ao poder. De acordo com o político piauiense, a ascensão da legenda capitaneada por Lula seria uma “guinada à Venezuela, Argentina e Bolívia”. 

 

Ciro Nogueira, o qual faz, no título, uma referência ao filme da Netflix “Não Olhe Para Cima”, conjecturou acerca de um suposto clima de “já ganhou” por parte da cúpula petista, que encara os eleitores, segundo ele, como secundários no processo. “Há uma sensação de vitória inevitável e uma certa soberba da esquerda, como se o eleitor fosse um mero detalhe”, ressaltou. 

 

Apesar dos ataques à candidatura petista, o ministro da Casa Civil foi aliado do partido nos últimos governos, tendo apoiado o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad no último pleito presidencial. Ademais, Nogueira, que já definiu Lula como o “maior presidente da história”, também estabeleceu há alguns anos conflitos públicos com o clã Bolsonaro, chamando o atual chefe do executivo federal, inclusive, de “fascista”. 

 

No que concerne à agenda econômica adequada para o país no pós-pandemia, Nogueira ataca novamente o PT, principalmente referindo-se à suposta intenção de Lula em criar novas leis trabalhistas. “A questão que cada vez mais vai pesar é na economia, haverá um dia seguinte! Como será? Se o dia seguinte fosse com o PT, faríamos uma guinada para a Venezuela, para a Argentina ou para a Bolívia — regimes e governos que o PT apoia. Não  é voltando ao tempo da CLT [Consolidação das Leis do Trabalho], de quase um século atrás, que daremos uma resposta para o país”, escreveu o ministro. ...